A 12 minutos oferece leituras rápidas de negócios e desenvolvimento pessoal

- 25 de novembro de 2016
12minutos

Nome:
12minutos.

O que faz:
A empresa cria microlivros com as ideias principais de livros de negócios e desenvolvimento pessoal para serem consumidos em apenas 12 minutos em uma plataforma online.

Que problema resolve:
A ideia do fundador, Diego Gomes, é ajudar o usuário a se informar e se atualizar mesmo na correria do dia a dia.

O que a torna especial:
O que nos torna especiais é o capricho na condensação de informações dos livros em um formato sucinto, os microlivros. Cada um pode ser lido em aproximadamente 12 minutos e traz as ideias principais do livro original.

Modelo de negócio:
A startup lucra através de assinaturas anuais – cobrada em 12 parcelas de 24,90 reais –, que dão acesso ao conteúdo ilimitado dos usuários pagantes.

Fundação:
Agosto de 2016.

Sócios:
Diego Gomes – Fundador

Perfil dos fundadores:

Diego Gomes – Belo Horizonte (MG) – formado em Design Gráfico e Publicidade pela Universidade do Estado de Minas Gerais, com MBA em Gerenciamento de Projetos pela FGV. É fundador e CMO da Rock Content e escreve no blog Webholic.

Como surgiu:
“A ideia surgiu da falta de tempo e muito benchmarking. No mundo moderno, conciliar aprendizado constante, trabalho e família se tornando cada vez mais difícil. Simplesmente não existe tempo suficiente”, conta Diego.

Estágio atual:
A plataforma já tem  de usuários cadastrados e centenas de pagantes neste momento. Estamos sediados em Belo Horizonte.

Aceleração:
Não teve.

Investimento recebido:
A empresa ainda não recebeu investimento externo.

Necessidade de investimento:
Não há planos para buscar investimento.

Mercado e concorrentes:
“As oportunidades são diversas, porque empreendedores e estudantes buscam aprender sempre mais rápido, e é essencial que a rapidez no aprendizado não seja afetada pela falta de conteúdo”, diz Diego. O fundador da plataforma cita como concorrente principal o GetAbstract, que atua nos Estados Unidos.

Maiores desafios:
De acordo com o fundador, o maior desafio hoje é “lançar o aplicativo mobile o mais rápido possível”, pois hoje há apenas a versão web.

Faturamento:
Não informado.

Previsão de break-even:
Já atingiu.

Visão de futuro:
“Ser a plataforma mobile número um para ajudar jovens profissionais a se desenvolverem e capacitarem intelectualmente”, diz Diego.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

Mas, se você tem uma ideia e ainda não sabe como estruturá-la em uma estratégia de negócios, escreva para mentoria@projetodraft.com e conheça nosso novo serviço de Mentoria.

Veja também:

1 História: a sacada de mercado, os erros e apostas de André Garcia, da Estante Virtual

- 2 de fevereiro de 2017
438 3 0
André Garcia, à frente do primeiro sebo virtual do país, detesta a palavra "sebo".

Os acertos e erros da Estante Virtual, primeiro acervo digital de livros do país, que este ano cresceu 20%

- 21 de dezembro de 2016
André Garcia, fundador da Estante Virtual: “A crise fez muita gente optar pelos livros usados”.

Como publicar seu livro (Aula de Dagomir Marquezi na Academia Draft)

- 23 de maio de 2016
850 3 0
Dagomir Marquezi volta à Academia Draft, agora para ensinar escritores sobre os caminhos da autopublicação de livros.

Como a Tag fez dos antigos clubes do livro um negócio lucrativo. Sim, deu bem errado no começo…

- 15 de março de 2016
A equipe da Tag: Arthur Dambros, Guilherme Karkotli, Pablo Valdez, Maria Eduarda Largura, Gustavo Lembert, Álvaro Englert, Luísa Andreoli, Tomás Susin e Bruno Mesquita.