SPONSORS:

A B2Mamy ajuda mães a estruturarem seus negócios

- 26 de julho de 2017
b2mamy_vale

Nome:
B2Mamy

O que faz:
É uma aceleradora de negócios focada em mães empreendedoras.

Que problema resolve:
Segundo a CEO, quatro em cada dez mulheres não retornam ao trabalho após a licença maternidade. Empreender é um dos caminhos encontrados por elas.

O que a torna especial:
A aceleradora utiliza uma metodologia de capacitação que une técnicas tradicionais às aplicadas em startups, oferece uma plataforma virtual para as empreendedoras se conectarem e fazerem negócios e disponibiliza um espaço baby friendly, em São Paulo.

Modelo de negócio:
É cobrada uma mensalidade das participantes e uma porcentagem das startups que entram na rodada seed de investimento. A B2Mamy também cria programas de aceleração para empresas privadas e lucra com patrocínio e propaganda dentro de sua plataforma online.

Fundação:
Junho de 2016.

Sócios:
Danieli Junco — CEO
Micheli Junco — CTO
Juliana Lopes — CFO
Bianca Levy — COO
Marina Vaz — CMO

Perfil dos fundadores:

Danieli Junco — 36 anos, São Paulo (SP) — é formada em Marketing com ênfase em branding pela FGV. É sócia-diretora de marketing da agência Injoy.

Micheli Junco 34 anos, São Paulo (SP) é irmã de Danieli. Formada em Marketing Digital pelo Google Partners. É sócia-diretora de criação da Injoy.

Juliana Lopes — 34 anos, Santos (SP) é formada em Gestão de Negócios e Finanças pela FGV. É sócia-controladora da Injoy.

Bianca Levy — 27 anos, São Paulo (SP) é formada em Gestão Operacional e Relacionamento com Cliente pela FGV.  Atua como coordenadora de operações na Injoy.

Mariana Vaz— 34 anos, São Paulo (SP) é formada em arquitetura pela USP. É CEO da startup SoulVox.

Como surgiu:
Danieli participava de um programa de aceleração para mulheres empreendedoras quando descobriu que estava grávida. A partir daí, conta que passou a sentir a necessidade de um propósito maior na carreira: “Percebi que só estava trabalhando e ganhando dinheiro. Precisava devolver algo para o mundo”. Para tentar resolver a questão, criou um grupo de discussão sobre maternidade e vida profissional. Na primeira reunião, esperava cinco pessoas, mas vieram 80 interessadas que deram início aos trabalhos da aceleradora.

Estágio atual:
A B2Mamy tem 30 empresas em seu programa de aceleração e já ajudou a tirar 150 ideias do papel.

Aceleração:
Não teve.

Investimento recebido:
As sócias investiram 40 mil reais do próprio bolso no negócio.

Necessidade de investimento:
Há planos de buscar investimento a partir do ano que vem.

Mercado e concorrentes:
“A cada cinco minutos um bebê nasce no Brasil e, com ele, uma mãe. O mercado é gigante e nós estamos apenas começando”, diz a CEO. Como concorrentes indiretos apontam outras aceleradoras com públicos mais genéricos.

Maiores desafios:
“Ainda estamos acertando os custos, mas o ideal seria que a trilha de capacitação fosse subsidiada por empresas privadas que querem promover um impacto social real. Outro desafio é levar tudo isso para outros lugares do Brasil”, afirma Danieli.

Faturamento:
160 mil reais.

Previsão de break-even:
Agosto de 2018.

Visão de futuro:
“Queremos ser um lugar onde todas as mães possam se encontrar quando se sentirem sozinhas e confusas e precisarem de uma orientação para equilibrar maternidade e vida profissional”, diz a CEO.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

Mas, se você tem uma ideia e ainda não sabe como estruturá-la em uma estratégia de negócios, escreva para mentoria@projetodraft.com e conheça nosso novo serviço de Mentoria.

Veja também: