SPONSORS:

A BizCapital oferece empréstimo para micro e pequenas empresas

- 6 de outubro de 2017
logo_bizcapital

Nome:
BizCapital.

O que faz:
É uma fintech de concessão de empréstimos para micro e pequenas empresas.

Que problema resolve:
Segundo os sócios, esse perfil de negócio nem sempre tem acesso a um atendimento de qualidade ou está fora do radar dos bancos, por isso, a startup busca oferecer uma forma “mais acessível e menos burocrática” de atender esses clientes.

O que a torna especial:
Os fundadores afirmam que os recursos tecnológicos da plataforma online permitem o atendimento simultâneo de vários pedidos, respostas sobre solicitações de empréstimos em até três dias úteis e todas as taxas aparentes nas simulações.

Modelo de negócio:
A receita da startup vem do rendimentos sobre o capital emprestado (que pode ser próprio ou de terceiros) e comissões pagas após a concessão do crédito.

Fundação:
Junho de 2016.

Sócios:
Daniel Orlean — Cofundador
Cristiano Rocha — Cofundador
Francisco Ferreira — Cofundador

Perfil dos fundadores:

Daniel Orlean — 38 anos, Rio de Janeiro (RJ) — é formado em Engenharia da Computação pela PUC, com especialização em Gestão de Conhecimento e Inteligência Organizacional  pela UFRJ e mestrado em Ciências da Computação pela PUC. Trabalhou na Affero Lab e, hoje, atua na 3L.VC.

Cristiano Rocha — 39 anos, Rio de Janeiro (RJ) — é formado em Ciências da Computação e Engenharia pela PUC e tem especializações em Ciências da Computação pela University of California, AI pela PUC e Building Ventures in Latin America por Harvard. Trabalhou na Affero Lab e fundou a Rock It e o  BizBank.

Francisco Ferreira — 39 anos, Rio de Janeiro (RJ) — é formado em Ciências da Computação pela Université de Technologie de Compiègne (França) e possui mestrado na mesma área pela PUC.  Fundou a Milestone e trabalhou na Affero Lab e na Escola de Saúde.

Como surgiu:
Os sócios já tinham uma empresa com foco em tecnologia e educação antes de fundarem a BizCapital. Mas após 15 anos de atuação, eles decidiram vender o negócio, que entre os principais clientes tinha grandes bancos. Pela experiência com o ecossistema bancário e as próprias dificuldades enfrentadas para ter acesso aos serviços de crédito, os empreendedores sentiram a necessidade de investir nesse setor. Eles realizaram um benchmarking nacional e internacional na área de fintechs e pesquisas com potenciais clientes até a plataforma entrar no ar em janeiro deste ano.

Estágio atual:
Do início da operação até agosto, foram concedidos mais de 220 milhões de reais em pedidos de crédito em cerca de sete mil solicitações avaliadas. A startup pretende fechar o ano com uma equipe de 20 colaboradores, divididos nas áreas de crédito, tecnologia, marketing e atendimento aos clientes.

Aceleração:
Não teve.

Investimento recebido:
Os empreendedores investiram recursos próprios, captaram aproximadamente 8 milhões de reais em equity e debêntures privadas e também receberam 3,5 milhões de reais do Monashees, fundo de capital de risco.

Necessidade de investimento:
A startup pretende iniciar uma nova rodada no próximo ano.

Mercado e concorrentes:
“No Brasil, temos quase 20 milhões de micro e pequenas  empresas. Vivenciamos também um grande crescimento na quantidade de empreendedores que atuam na modalidade MEI e precisam de agilidade, respostas rápidas e menos burocracia para poderem se dedicar mais aos seus negócios”, diz Daniel. Além dos bancos tradicionais, cita como concorrentes a Biva e a Nexoos.

Maiores desafios:
Entre os principais desafios, os sócios apontam a regulamentação das fintechs, a captação de recursos para crédito de acordo com a alta demanda do mercado, gestão de riscos e Data Science.

Faturamento:
Não informado.

Previsão de break-even:
2019.

Visão de futuro:
“Queremos ser a melhor prestadora de serviços financeiros digitais para pequenas e médias empresas no país”, afirma Daniel.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

Mas, se você tem uma ideia e ainda não sabe como estruturá-la em uma estratégia de negócios, escreva para mentoria@projetodraft.com e conheça nosso novo serviço de Mentoria.

Veja também:

Como a Geru usa a tecnologia para oferecer crédito pessoal sem garantia e, ainda, limitar seus riscos

- 26 de setembro de 2017
Os fundadores da Geru: Tomás Corrêa, Karin Thiess e Sandro Reiss.