SPONSORS:

A Braskem tem desafios. Sua empresa está pronta para ajudar a resolvê-los?

- 24 de outubro de 2017
startup_freepik_1.1

(Crédito: Freepik)

 

Programas de aceleração também evoluem. Em 2015, a Braskem tornou-se o primeiro grande player corporativo a abraçar o ecossistema de empreendedorismo de impacto socioambiental do país. Em três edições (a terceira em andamento), o Braskem Labs identificou e impulsionou 41 negócios que estão melhorando a vida das pessoas por meio do uso inteligente da química e do plástico.

Agora, o jogo mudou. Evoluiu. O Braskem Labs está sendo expandido e desdobrado numa plataforma com três frentes: Scale, que engloba o foco original em empresas com soluções já validadas e disponíveis no mercado; Ignition, que mira startups com um modelo de negócio ou MVP (Minimum Viable Product) ainda em fase de validação; e Challenge, voltado a lançar desafios internos da Braskem para startups.

Se você é empreendedor, a boa notícia é que o Challenge está com as inscrições abertas até 30 de outubro. “Não é um programa com capacitação e mentoria, como o Scale”, explica Maximiliano Carlomagno, sócio da consultoria Innoscience, que dá suporte à iniciativa. “O Challenge é destinado a resolver desafios de negócios e dar às startups a oportunidade de realizarem pilotos e protótipos com a Braskem.”

Neste batch são dez desafios, definidos pelas áreas de logística e serviços administrativos da petroquímica. Em logística, a Braskem procura, por exemplo, tecnologias que detectem alterações nos materiais que a empresa produz (garantindo o controle de qualidade nos silos de armazenagem e evitando contaminações) ou que permitam mapear com precisão a distribuição de carga nos eixos dos caminhões, reduzindo o descarte de pneus e a necessidade de gastos com manutenção dos veículos e rodovias.

Já para os desafios em serviços administrativos, esperam-se aplicações de conceitos como big data, internet das coisas e inteligência artificial para diminuir o consumo de energia nos escritórios, agilizar a abertura de chamados de Helpdesk (que poderiam em tese ser realizados por smartphone) e equacionar os períodos de ociosidade e superlotação nos estacionamentos dos prédios onde estão os escritórios da empresa, otimizando assim a ocupação das vagas (leia mais sobre cada desafio no site).

A Braskem selecionará até 15 startups entre as inscritas para apresentarem pitches para as áreas envolvidas. “As melhores soluções serão convidadas para a fase seguinte, de aprofundar o entendimento sobre a necessidade da Braskem”, diz Carlomagno.

Os empreendedores vão então se debruçar sobre o problema escolhido durante uma semana, junto com as equipes da Braskem e da Innoscience. Dessa fase de imersão sairão as startups selecionadas para rodar pilotos com a Braskem – e, quem sabe, tornarem-se futuramente parceiras ou fornecedoras da companhia.

“A expectativa é desenhar pilotos leves, simples, rápidos e de baixo custo para avaliar atratividade da solução”, diz Carlomagno.

A chamada do Challenge é direcionada a empreendedores com soluções validadas ou disponíveis no mercado. Um pré-requisito é a aderência a pelo menos um dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável estabelecidos na Cúpula da Organização das Nações Unidas, em 2015. Do ponto de vista do empreendedor, as vantagens são múltiplas: a chancela da gigante petroquímica, o networking, a possibilidade de contratação, dentre outras.

“Esta é uma oportunidade para que os empreendedores testem suas soluções em situações reais, em um ambiente inovador e sustentável, que permite a interação com profissionais experientes e insights que podem refinar sua solução”, diz Luiz Gustavo Ortega, líder de Desenvolvimento Sustentável da Braskem.

E aí? Sua startup está pronta para encarar o desafio de ser parceira da maior petroquímica das Américas? Então confira o regulamento e inscreva-se no Braskem Labs Challenge!

braskem_draft_990x250

Veja também:

Como a BRF está criando novas soluções com o Programa de Conexão com Startups

- 19 de outubro de 2017
Kelly Galesi, responsável pelo b.Connect, programa que conecta startups e a cadeia de produção da BRF, fala do surgimento do projeto e conta como ele vai escalar dentro da própria companhia.

Verbete Draft: o que é Imagineer

- 20 de setembro de 2017
Acredite: existe uma profissão que une as características de um engenheiro com a de um facilitador de processos criativos. O conceito se popularizou na Disney, mas serve a qualquer empresa em busca de inovação (imagem: reprodução 99 editions).