SPONSORS:

A Simplificaa é uma plataforma que oferece serviços automotivos à domicílio

- 27 de janeiro de 2017
simplificaa

Nome:
Simplificaa.

O que faz:
Realiza serviços automotivos sem tirar o carro do local do cliente.

Que problema resolve:
Segundo o CEO da empresa, Victor Novak, muitos mecânicos e oficinas acabam cobrando além do que o necessário pelos seus serviços, o que deixa os proprietários de carros inseguros.

O que a torna especial:
O serviço da Simplificaa é feito na própria garagem do cliente, o que reduz o preço em até 30%, de acordo com Victor. A empresa também tem uma rede de mecânicos avaliadores para realizar os diagnósticos dos veículos, para evitar o conflito de interesse entre avaliação e venda de serviços.

Modelo de negócio:
A empresa cobra uma taxa de 15% a 25% em cima de cada serviço intermediado pela plataforma. O faturamento ainda é complementado pela venda de peças e produtos, feita por um canal de distribuição.

Fundação:
Dezembro de 2015.

Sócios:
Victor Novak – CEO
Daniel Mortoni – CFO
Danilo Fascio – CTO
Rodrigo Egydio – COO

Perfil dos fundadores:

Victor Novak – 27 anos, Ribeirão Preto (SP) – formado em Administração de Empresas pela FEA – USP. Começou sua carreira na Accenture, depois trabalhou em empresas de finanças sociais e impacto no Instituto de Cidadania Empresarial. Em seguida, juntou-se à equipe da VOX Capital, onde tornou-se o líder da área responsável pela avaliação e estruturação de investimentos.

Daniel Mortoni – 26 anos, Goiânia (GO) – formado em Administração de Empresas pela FEA-USP. Iniciou sua carreira no mercado financeiro no Grupo Gaia, passou um ano estudando na Europa e voltou ao mercado financeiro em bancos de investimento. Por cinco anos, atuou na área de Operações Estruturadas do Banco Espírito Santo de Investimento.

Danilo Fascio – 35 anos, São Paulo (SP) – tem mais de 16 anos de experiência em tecnologia como Agile Coach, analista de processos e negócios e gestão de tecnologia. Passou por empresas como Folha de S. Paulo, Lello Imóveis, Prodesp e Titans.

Rodrigo Egydio – 27 anos, Ribeirão Preto (SP) – formado em Engenharia Civil pela Universidade Estadual de Campinas e pós-graduado em Gestão de Negócios pela Fundação Getulio Vargas. Tem mais de oito anos de experiência de atuação na área da Engenharia Civil e em empreendedorismo.

Como surgiu:
Victor conta que, em 2015, encontrou dificuldades para encontrar uma oficina para trocar o freio do seu carro e decidiu compartilhar o problema com os Daniel, Danilo e Rodrigos – amigos na época e hoje sócios. “Fizemos um MVP da proposta de valor e validamos que não éramos apenas nós que sofríamos com isso, então decidimos investir na ideia”, diz.

Estágio atual:
A empresa opera de um escritório em Ribeirão Preto e outro em uma aceleradora, onde os sócios vão iniciar um programa em fevereiro. Até agora, foram mais de 600 serviços entregues pela plataforma.

Aceleração:
A empresa ainda não divulga qual é a aceleradora.

Investimento recebido:
Os sócios investiram 90 mil reais, foram captados mais 170 mil reais com investidores institucionais pela aceleradora e 85 mil reais pela Broota, plataforma de equity crowdfunding.

Necessidade de investimento:
Restam 65 mil reais para investidores aportarem pela Broota.

Mercado e concorrentes:
“O mercado brasileiro de serviços automotivos é de mais de 45 bilhões de reais. Apesar disso, há muitos problemas nos serviços entregues”, diz Victor. Segundo o CEO, os concorrentes diretos tradicionais são oficinas mecânicas de pequeno e grande porte, mas a EasyCarros tem uma proposta semelhante.

Maiores desafios:
“Convencer os proprietários de veículos que um serviços mais barato e delivery é tanto ou mais confiável que os serviços tradicionais”, segundo Victor.

Faturamento:
Entre maio e dezembro de 2016, foram 10 mil reais.

Previsão de break-even:
Não informada.

Visão de futuro:
“Queremos mudar a maneira como as pessoas interagem com seus veículos, utilizando tecnologias online e offline para trazer o after market para o século XXI”, diz o CEO.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

Mas, se você tem uma ideia e ainda não sabe como estruturá-la em uma estratégia de negócios, escreva para mentoria@projetodraft.com e conheça nosso novo serviço de Mentoria.

Veja também:

“Meu mercado estava em crise. Não fiquei parado esperando ele morrer”

- 9 de agosto de 2016
Guilber tem 32 anos. Antes de ser fotógrafo, foi faxineiro, pedreiro, garçom. Hoje ele empreende na Bufalos TV.

Juliano Barata e o case FlatOut. Ou como se tornar um empreendedor de comunicação porque é ou isso ou nada

- 17 de maio de 2016
Juliano Barata, do site FlatOut, tornou-se empreendedor não porque quisesse, mas porque não havia outra alternativa (foto: Fábio Aro).

“Criadas para celebrar a diversidade, as cidades também se tornaram espaços de segregação”

- 21 de abril de 2016
Mauro Calliari (de camisa escura e óculos), ao final de sua aula na Academia Draft: “As pessoas estão voltando para as ruas. E essa ocupação dos espaços públicos pela população é o que precisamos para começar a ‘colar’ a cidade de volta” (Foto: Johanna Faller)