SPONSORS:

A Tacta Food School é uma escola e consultoria na área técnica de alimentos

- 4 de outubro de 2017
logo_Tacta

Nome:
Tacta Food School.

O que faz:
É uma escola de educação na área técnica de alimentos e consultoria para a indústria do setor.

Que problema resolve:
A empresa oferece cursos de atualização de técnicas em alimentos fora do circuito de São Paulo. Os sócios acreditam que em outros estados há uma “carência significativa” de opções para quem busca aprimoramento na área.

O que a torna especial:
Segundo os fundadores, a Tacta oferece 40% de experiências práticas em seus cursos e mantém dois portais online de conteúdo gratuito sobre inovação, qualidade alimentar e assuntos regulatórios.

Modelo de negócio:
A startup lucra com os cursos livres (que custam entre 470 e 650 reais) oferecidos para pessoas físicas e empresas, além de fazer ações de marketing de conteúdo e prestar serviços de consultoria.

Fundação:
Novembro de 2016.

Sócios:
Cristina Leonhardt — Diretora de Inovação
Dafné Mota — Diretor de Qualidade e Assuntos Regulatórios

Perfil dos fundadores:

Cristina Leonhardt — 38 anos, Porto Alegre (RS) — é formada em Engenharia de Alimentos pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, com MBA em Gestão Empresarial pela FGV. Atuou na área de P&D em empresas como JBS, Ashland e Bremil. Fundou o site Sra Inovadeira, que incentiva a inovação em alimentos da indústria brasileira.

Dafné Mota — 32 anos, Juazeiro (CE) — é tecnólogo de Alimentos pela FATEC de Cariri, com MBA em Gestão e Certificação da Qualidade na Produção de Alimentos pela Universidade de Fortaleza. Atuou nas áreas de controle de qualidade e assuntos regulatórios em empresas como Grupo Edson Queiroz, Integração Brazilian Honey e Arealeira. É professor da Universidade Estadual do Ceará e fundador da Alimentus Consultoria.

Como surgiu:
Em 2014, Dafné começou a oferecer cursos de atualização profissional aos finais de semana, em paralelo ao trabalho em sua consultoria. Dois anos depois, após conhecer a futura sócia em um workshop sobre segurança de alimentos, ambos entenderam que tinham um propósito em comum e resolveram criar a Tacta. A validação do negócio ocorreu entre junho e novembro de 2016.

Estágio atual:
A startup conta com quatro professores terceirizados e realizou, até agora, 32 cursos livres com um total de 201 alunos.

Aceleração:
Não teve.

Investimento recebido:
A escola recebeu um aporte de 20 mil reais de um investidor.

Necessidade de investimento:
No momento, os empreendedores não buscam captar fundos.

Mercado e concorrentes:
“Nascemos em meio à crise mas, mesmo assim, estamos em um primeiro ano de vida bastante positivo”, diz Cristina. Entre os concorrentes, ela aponta as próprias universidades e faculdades que atuam com cursos de extensão na área e consultorias, tais como Ital, SGS Academy e Food Design.

Maiores desafios:
“Encontramos os desafios inerentes a uma empresa que está em seu primeiro ano: vemos oportunidades gigantescas pela frente, porém ainda temos poucos braços para capturá-las”, conta a sócia.

Faturamento:
Em 2016, foi de 59 mil reais. A perspectiva é fechar este ano em 350 mil reais.

Previsão de break-even:
Já foi atingido em março deste ano.

Visão de futuro:
“Queremos ser a melhor empresa em educação continuada e dinâmica do Brasil, atuando como agentes transformadores dos profissionais das indústrias de alimentos, além de apoiar o setor em seu processo de melhoria e qualificação”, afirma a fundadora.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

Mas, se você tem uma ideia e ainda não sabe como estruturá-la em uma estratégia de negócios, escreva para mentoria@projetodraft.com e conheça nosso novo serviço de Mentoria.

Veja também:

A Salsada quer juntar todos os elos da cadeia alimentar e torná-la mais justa

- 9 de agosto de 2017
Os sócios da Salsada: em pé Carlos Alberto Martinez, Débora Emm e Lena Mattar. Sentados, Michele Okuhara e Roberto Meirelles.

Em Floripa, a Origem transforma o sonho de sustentabilidade e solidariedade em potinhos de salada

- 26 de julho de 2017
Os sócios da Origem: Arthur Ferreira dos Santos, Alexandra Lemos e Joana Wosgrau Câmara (foto: Agência Deleite-se).

Como duas chefs brasileiras levaram um cantinho de Ipanema para Nova York

- 6 de julho de 2017
Depois de empreender no Rio de Janeiro, Carol Figueiredo e Bia Lobato levaram o business para Nova York e contam como foi a adaptação.

Que gosto tem a Massaria, um bistrô artesanal onde tudo é saudável, biodegradável e sustentável

- 28 de junho de 2017
Marcelo Machado decidiu empreender aos 50 anos e colocou no cardápio de seu pequeno restaurante tudo o que queria ver no mundo.