SPONSORS:

Economia circular: a chave da sustentabilidade

- 4 de agosto de 2017
Aparas de cintos de segurança e restos de tecido automotivo viram bolsas e acessórios em cooperativa de Betim (MG)
Aparas de cintos de segurança e restos de tecido automotivo viram bolsas e acessórios em cooperativa de Betim (MG)

 

Produzir, consumir e descartar. Esse modelo linear, tão tradicional, está com os dias contados. Na economia circular, o reúso e o melhor aproveitamento dos recursos são os pontos-chave que conectam os elementos da cadeia produtiva em um ciclo fechado e contínuo. Neste movimento, o resíduo se transforma em matéria-prima. As diversas possibilidades de reciclagem e reutilização fazem renascer novos produtos com novos usos. Na prática, é um novo jeito de produzir e consumir, onde nada é descartado, conforme gráfico abaixo:

FCA_Insights_Circular_Economy_Waste_infographic_001_PTB

Na FCA, a transição da economia tradicional, linear, para a economia circular fez nascer a Cooperárvore, cooperativa de moda sustentável que faz parte da plataforma social Árvore da Vida. Com sede na comunidade Jardim Teresópolis, nos arredores do Polo Automotivo Fiat, em Betim, MG, e formada por um grupo de moradores, a maioria mulheres, a cooperativa recebe sobras de cintos de segurança e aparas de tecido automotivo para produzir acessórios, como bolsas, mochilas, chaveiros e outros itens com qualidade reconhecida internacionalmente.

Em 10 anos, mais de 230 mil peças já foram produzidas pela cooperativa, que utilizou como matéria-prima cerca de 25 toneladas de itens doados pela FCA e empresas parceiras. Nesse período, a Cooperárvore contribuiu para melhorar a qualidade de vida de mais de 70 famílias do Jardim Teresópolis, tendo inclusive concluído com sucesso uma parceria com a União Europeia para a promoção da paz e do protagonismo feminino. O vídeo abaixo mostra como o projeto mudou a vida da artesã Claudinéia:

Em 2015, a FCA venceu o Prêmio José Costa na categoria Economia Circular, com destaque para o projeto Aterro Zero, que garante a reciclagem e o reaproveitamento de 100% dos resíduos gerados no Polo Automotivo Fiat. Além disso, mundialmente o grupo gerou 23% menos resíduos por veículo produzido, no período de 2010 a 2016.

O compromisso da FCA com o meio ambiente e o desenvolvimento de soluções inovadoras para a redução da geração de resíduos e a promoção da economia circular são parte essencial dos seus princípios de sustentabilidade. E é exatamente isso o que a companhia quer ver funcionando em escala global.

 

Esta matéria pode ser encontrada no Mundo FCA, um portal para quem se interessa por tecnologia, mobilidade, sustentabilidade, lifestyle e o universo da indústria automotiva.

banner fca

 

 

Veja também:

História de um renascimento. Agora, a recicladora WiseWaste tem fábrica própria e um novo nome: Boomera

- 19 de julho de 2017
Luiz Butti, que desistiu da aposentadoria para empreender na Boomera, ao lado do fundador Guilherme Brammer.