Economia compartilhada no mercado de moda festa. Elas revolucionaram o setor!

- 19 de outubro de 2016
Sabrina Coelho e Andressa Torquato, da Guguta: uma plataforma para conectar mulheres interessadas em alugar, vender ou comprar vestidos de festa
Sabrina Coelho e Andressa Torquato, da Guguta: uma plataforma para conectar mulheres interessadas em alugar, vender ou comprar vestidos de festa

 

Tudo começou há sete anos, quando a consultora financeira Sabrina Coelho, e a professora universitária de direito tributário, Andressa Torquato, tornaram-se vizinhas. Logo se tornaram grande amigas. “Com essa convivência, nossos caminhos profissionais, inicialmente distintos, acabaram se unindo em torno de um projeto em comum: criar uma plataforma que permitisse às pessoas fazer aquilo que elas fariam se fossem vizinhas: compartilhar! Assim surgiu a Guguta”, lembra Andressa. E Sabrina complementa: “Através de temas importantes e atuais, como moda, praticidade, economia compartilhada e sustentabilidade, identificamos a oportunidade de empreender e fazer com que outras mulheres possam empreender também”.

O que é a Guguta?

A Guguta é uma plataforma virtual que conecta diretamente, em todo o território nacional, mulheres interessadas em alugar, vender ou comprar vestidos de festa. “Pretendemos reunir o maior acervo de vestidos de festa do mundo, trazendo ao mercado uma proposta que chama atenção em tempos de crise, pois a Guguta permite que qualquer mulher possa empreender de forma simples, utilizando recursos que já possuem ou com pouco investimento, trabalhando diretamente o conceito de compartilhamento e sustentabilidade, um novo modelo de se fazer negócio. E apesar de ser um marketplace focado em C2C, ou seja, onde há pessoas físicas vendendo para pessoas físicas em sua maioria, nada impede que uma empresa crie um guarda-roupa e coloque seus vestidos para alugar ou vender”, conta Andressa.

Mercado promissor

A Associação Brasileira de Eventos Sociais (ABRAFESTA) divulgou em 2015 a pesquisa ‘O Mercado de Eventos Sociais: indicadores sobre a oferta e a demanda’, elaborada pela Data Popular. O estudo aponta que o mercado de festas e cerimônias cresceu nos últimos anos e estima-se que tenha atingido R$ 16,8 bilhões em 2014. E tanto o aluguel como a venda de roupas usadas tem crescido muito no Brasil, seguindo a tendência mundial de engajamento na economia compartilhada. Pesquisa realizada pelo IBOPE concluiu que o mercado de produtos usados no país possui um potencial financeiro de R$ 105 bilhões/ano, e que em 2015 apresentou um crescimento de 167%. A pesquisa demonstrou também que o segmento de moda e beleza lidera o ranking de usados, correspondendo a 44% desse valor.  

Dificuldades fazem parte

Mesmo diante de um mercado promissor, as sócias lembram que no início não foi fácil equilibrar a necessidade de oferecer serviços de alta qualidade para as usuárias da plataforma, com a disponibilidade bastante limitada de recursos financeiros. “Vencemos esse desafio buscando engajamento dos profissionais com o projeto. Um exemplo é que nossa estratégia de marketing que contempla mídias sociais, promoções e parcerias com empresas do setor de eventos, sites e blogueiras”, conta Andressa.

Nesta trajetória, alguns ajustes se mostraram necessários. Inicialmente as sócias pensavam em disponibilizar a plataforma apenas para aluguel de vestidos de festa, mas depois de refletir melhor, decidiram inovar. “A Guguta reconheceu que a necessidade das mulheres é apenas uma: encontrar um vestido de festa bonito, de boa qualidade e por um preço acessível, e que para isso estariam dispostas tanto a alugar, como a comprar um. Se é assim, por que não encontrar tudo em um único lugar e facilitar a vida?”, diz Andressa.

Crescer, crescer e crescer

As sócias contam que nos próximos 5 anos pretendem tornar a Guguta líder brasileira no setor de compartilhamento online de vestidos de festa. Além disso, até o final de 2016 vão disponibilizar para as usuárias a ferramenta também na versão de aplicativo, e a possibilidade de alugar ou vender acessórios. “Acreditamos também ser importante o fortalecimento de um canal de comunicação mais direto com nossas usuárias. Por isso, além do site e das redes sociais, estamos trabalhando na construção de um blog como estratégia para ampliar o relacionamento com as usuárias, abordando além de dicas relacionadas à moda, o incentivo ao empreendedorismo. A internacionalização também está em nossos planos”, conclui Sabrina. 

Para saber mais:

Guguta: www.guguta.com.br
O que faz: conecta diretamente mulheres interessadas em alugar, vender e comprar vestidos de festa em todo o território nacional
Sócio(s): Andressa Torquato e Sabrina Coelho
Sede: São Paulo
Início das atividades: 2016
Contato: gugutacontato@gmail.com

Esta matéria pode ser encontrada no Itaú Mulher Empreendedora, uma plataforma feita para mulheres que acreditam nos seus sonhos. Não deixe de conferir (e se inspirar)!

itau

Veja também:

Teoria das Dádivas – o novo Milagre Econômico

- 17 de abril de 2017
317 0 1
Na Academia Draft, Marina Pechlivanis vai apresentar um mundo novo: ideias,  atitudes, comportamentos e relações — entre pessoas, marcas, empresas. Venha conhecer!

De modinha a novo paradigma: como os coworkings estão mudando a forma de se trabalhar e pensar o trabalho

- 12 de janeiro de 2017
Hora da pausa no terraço da Brain, na Avenida Paulista, um coworking que oferece espaço em diversos endereços ao assinante.