SPONSORS:

Melanie Perkins, fundadora do Canva, conta como facilitou o acesso ao design

- 31 de agosto de 2017
Melanie Perkins: “Imaginei que o futuro do design seria totalmente diferente. Seria online, colaborativo e muito simples”
Melanie Perkins: “Imaginei que o futuro do design seria totalmente diferente. Seria online, colaborativo e muito simples”

 

Formada em Comunicação e com apenas 19 anos, a australiana Melanie Perkins trabalhava como professora universitária quando, junto com seu amigo Cliff Obrecht, criou a Fusion Books, ferramenta de design online, que permite que alunos e professores criem seus próprios anuários. “Mas sabíamos que esta tecnologia poderia ir além. Assim, alguns anos depois, percebendo a dificuldade de alguns alunos em usar programas como o InDesign e o Photoshop, imaginei que o futuro do design seria totalmente diferente. Seria online, colaborativo e muito simples”, conta.

A partir daí, Melanie e Cliff começaram a pensar neste projeto, estudaram o mercado, realizaram diversas pesquisas. “Eramos estudantes universitários, sem dinheiro e não contávamos com qualquer experiência em engenharia ou negócios. Nós nem sequer sabíamos o que era uma “startup”. Apenas nos deparamos com um problema e queríamos encontrar uma forma de resolvê-lo. Tínhamos uma determinação absurda”, lembra.

Time alinhado
Melanie lembra que para começar a empresa, ela e Cliff reuniram uma equipe de experts. “Antes de alguém investir em nós, deveríamos encontrar os profissionais de tecnologia adequados, pessoas tecnicamente excelentes, com experiência em construção de produtos voltados para bases de usuários em massa”.

Mas além de uma equipe alinhada, no início o Canva contou com o apoio de vários investidores do Vale do Silício. “Levamos uma rodada de financiamento semente de US $ 3 milhões. Nossa maior área de investimento foi e ainda é na construção de um ótimo produto, porque sabemos que, se as pessoas gostam, elas compartilham e recomendam aos seus amigos e familiares”.

Outro ponto importante para Melanie e seus sócios é investir em pessoas. Assim, além de contratar profissionais experientes e focados na satisfação do cliente, procuram criar uma cultura de trabalho onde as pessoas trabalhem felizes. “Graças a essa preocupação, o Canva foi avaliada pelo JobAdvisor como a melhor Empresa de tecnologia da Austrália para trabalhar, por dois anos seguidos”.

Afinal, o que é o Canva?
O objetivo é facilitar a criação de designs gráficos de qualidade profissional. “A plataforma on-line reúne uma simples ferramenta de design de arrastar e soltar e uma biblioteca com mais de um milhão de fotografias, gráficos e fontes, permitindo que qualquer pessoa transforme sua ideia em uma apresentação, seja ela impressa ou digital. No entanto, a melhor maneira de entender Canva é simplesmente tentar. Permitir que o Canva seja acessado por qualquer pessoa, em qualquer canto do mundo, tem sido uma parte fundamental da nossa visão, desde o início”, conta.

A empresa, que começou pequena, hoje conta com uma equipe de mais de 200 pessoas. E para torná-la rentável, oferece um produto pago, o Canva for Work. Para conhecer mais sobre este esta e outras fontes de receitas do Canva e os vários planos de Melanie para o futuro, acesse a matéria completa  no Itaú Mulher Empreendedora, uma plataforma feita para mulheres que acreditam nos seus sonhos. Não deixe de conferir (e se inspirar)!

 

NOVO BANNER

Veja também:

A Fellicia transforma fibras em objetos de decoração de luxo e está mudando a vida de artesãos de Sergipe

- 25 de setembro de 2017
As irmãs Renata e Alessandra Piazzalunga são as sócias à frente da Fellicia.