O app papelada é um organizador virtual de contas e documentos na nuvem

- 3 de janeiro de 2017
papelada

Nome:
papelada.

O que faz:
O aplicativo cria uma caixa postal digital para o usuário, por onde ele recebe e paga suas contas e documentos, em um ambiente em nuvem, com integração direta com os bancos.

Que problema resolve:
Para o emissor, aplicativo reduz custos com impressão de contas e documentos e postagem, aumenta a eficiência da entrega dos documentos, diminui o risco de fraude de boletos, ajuda a reduzir os níveis de inadimplência do consumidor por não recebimento ou esquecimento de contas e diminui a utilização do papel.

O que o torna especial:
“O papelada traz para o Brasil um modelo de gestão de documentos alinhado às necessidade das pessoas por mais mobilidade em suas vidas, inclusive no acesso às suas contas e documentos pelo celular”, diz Leonado Moraes, um dos fundadores.

Modelo de negócio:
Para o usuário é gratuito. Para o emissor, é cobrado um valor por publicação negociado entre as partes.

Fundação:
Janeiro de 2013.

Sócios:
Leonardo Moraes – CEO e CTO
Tatiana Moraes – CFO e COO

Perfil dos fundadores:

Leonardo Moraes – 46 anos, Niterói (RJ) – formado em Engenharia da Computação pelo Instituto Tecnológico Aeronáutico, com MBA em e-Business pelo Ibmec e especialização em Internet e Rede pela UFRJ. É também um dos sócios da Ômega Technology, empresa especializada em processamento e impressão de documentos transacionais.

Tatiana Moraes – 44 anos, Niterói (RJ) – formada em Administração de Empresas pela Universidade Federal Fluminense, com MBA em Gestão Empresarial pela FGV-RJ. Também é sócia da Ômega Technology.

Como surgiu:
“O papelada surgiu do entendimento de que os emissores e os usuários necessitavam de uma solução digital para a troca de informação entre eles, mas com funcionalidades que satisfizessem aos dois lados”, diz Leonardo.

Estágio atual:
A solução está disponível na versão web e mobile para Android e iOS.

Aceleração:
Os sócios estão em busca.

Investimento recebido:
Não informado.

Necessidade de investimento:
O valor ainda não foi definido.

Mercado e concorrentes:
“Acreditamos que o papelada possa ser a plataforma para encurtar a distância entre os emissores e seus clientes”, diz Leonardo. O CEO comenta que no Brasil não há um aplicativo que ofereça os mesmos serviços.

Maiores desafios:
Aumentar a base de usuários concomitantemente à adesão de novos emissores à plataforma, segundo os sócios.

Faturamento:
Não informado.

Previsão de break-even:
Em 12 meses.

Visão de futuro:
“Queremos mudar a maneira como os documentos são processados e entregues aos usuários, por meio da tecnologia e da mobilidade”, diz Leonardo.

Onde encontrar:
Site

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

Mas, se você tem uma ideia e ainda não sabe como estruturá-la em uma estratégia de negócios, escreva para mentoria@projetodraft.com e conheça nosso novo serviço de Mentoria.