O VocêQpad é um app que adianta pedidos e pagamentos em restaurantes

- 4 de novembro de 2016
voceqpad

Nome:
VocêQpad.

O que faz:
É um aplicativo de autoatendimento permite que consumidores peçam e paguem por refeições em restaurantes diretamente de um smartphone.

Que problema resolve:
Segundo os sócios, a ferramenta proporciona a visualização total do menu e diminui a espera por atendimento. Para os estabelecimentos, os benefício é a maior agilidade de atendimento e o aumento do ticket médio.

O que o torna especial:
A experiência é simples. Em um estabelecimento com serviço de mesa, o cliente abre o app e lê o QR Code posicionado na mesa. Ele visualiza o cardápio completo com imagens e valor dos pratos e escolhe diretamente o prato. O pagamento também pode ser realizado diretamente pela ferramenta. “Em um restaurante de mesa em São Paulo, o tempo médio para um cliente conseguir chamar o garçom e pagar a sua conta é de oito a 12 minutos. Com o aplicativo, o tempo cai para um minuto”, diz o CEO da startup, Rafael Arb.

Modelo de negócio:
A empresa cobra uma mensalidade fixa paga pelos estabelecimentos pela utilização do serviço.

Fundação:
Junho de 2013.

Sócios:
Rafael Arb – CEO e fundador

Perfil do fundadores:

Rafael Arb – São Paulo (SP) – formado em Engenharia de Produção pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. Atuou na área de vendas e marketing da Unilever, antes de se dedicar totalmente ao projeto do VocêQpad.

Como surgiu:
Rafael conta que, quando trabalhava na Unilever, teve a ideia de criar uma solução que facilitasse o atendimento dentro de restaurantes, depois de diversas experiências negativas nesse sentido. Por isso, deixou seu cargo para se dedicar exclusivamente ao projeto.

Estágio atual:
A empresa tem escritório próprio em São Paulo, está estágio de expansão e hoje soma 180 clientes. A plataforma conta com mais de 15 mil usuários ativos.

Aceleração:
Não teve aceleração, mas buscam atualmente por parcerias.

Investimento recebido:
Foi feito um investimento de 2 milhões de reais na startup.

Necessidade de investimento:
O fundador está em busca de investidores e parceiros estratégicos. O valor necessário não foi revelado.

Mercado e concorrentes:
“A cultura do autoatendimento já é consolidada em diversos países. Se olharmos o mercado dos Estados Unidos, onde as refeições fora de casa são muito relevantes no hábito de consumo dos americanos, todas as grandes redes já fazem esse trabalho. O Brasil vem seguindo os mesmos passos, mas os estabelecimentos ainda enfrentam muitas dificuldades para fornecer um atendimento adequado”, conta Rafael. Ele não destaca concorrentes diretos, mas diz que iniciativas no mesmo ramo estão sendo tomadas, como as da KiiK e Tablet Commerce.

Maiores desafios:
Segundo o CEO, o desafio é “criar uma nova cultura e novos hábitos não são tarefas triviais e entrar no dia a dia de estabelecimentos e usuários com essa nova forma de servir e consumir”.

Faturamento:
A empresa não divulga o faturamento.

Previsão de break-even:
Não informado.

Visão de futuro:
“A mobilidade e o empoderamento do consumidor são agendas em pleno vapor em nosso país. Então queremos nos manter na liderança desse serviço de atendimento”, diz Rafael.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

Mas, se você tem uma ideia e ainda não sabe como estruturá-la em uma estratégia de negócios, escreva para mentoria@projetodraft.com e conheça nosso novo serviço de Mentoria.

Veja também:

Criar um app é fácil. Convencer as pessoas a usá-lo é um dos desafios da Styme, que organiza filas

- 28 de fevereiro de 2017
Vinicius e Thiago, os sócios fundadores da Styme, em frente ao Le Jazz (um dos restaurantes que usam o produto).