SPONSORS:

Quando ser pai solteiro aos 20 se torna uma experiência colaborativa, por Rafael Noris

- 4 de maio de 2015
Rafael Noris e Miguel, do blog Familia Palmito
O publicitário Rafael Noris, 25, e o filho Miguel, 4, protagonistas de um blog e de um canal de vídeos

 

“Pai e mãe têm as mesmas responsabilidades ao criar um filho. Claro que é mais fácil quando se divide tudo: educar é tarefa pesada. Com apoio dá para equalizar melhor nossas atitudes e as reais necessidades da criança.

Quando o Miguel nasceu, há quatro anos, vivi por algum tempo com a mãe dele, até que nos separamos. Hoje ele mora comigo no interior de São Paulo, numa chácara bastante agradável. Longe de parentes e amigos, criei um blog, o Família Palmito, para dividir com quem amamos o dia a dia do bebê.

Com o tempo, comecei a publicar informações e dicas culturais para compartilhar com outros pais. Criar meu filho sozinho tem sido uma loucura! Parece uma montanha-russa: ora estou eufórico, ora angustiado. Às vezes me sinto para baixo e um abraço do Miguel me ergue, em outros momentos estou alegre e uma ligação da escola me derruba. Como a criança é sempre prioridade, vez ou outra tenho que abrir mão de algumas coisas.

Concilio o blog com o trabalho em uma empresa de desenvolvimento de aplicativos infantis e com nossa nova empreitada, o canal de vídeos Leitura Compartilhada. Nele, leio histórias para o Miguel e interagimos sobre a obra. Procuro levantar questões propostas pelo livro e indico títulos aos internautas.

As principais bandeiras do Família Palmito e do Leitura Compartilhada são sensibilizar para aspectos da criação dos filhos e frisar a importância da literatura na formação infantil, tanto no aspecto cognitivo quanto no afetivo. Aos pais que vivem uma situação semelhante à minha digo que o cansaço é grande, mas a recompensa, muito maior.”

 

 

Rafael Noris, 25 anos, publicitário e consultor Natura digital, vive em Pedreira (SP)

 

 

Esta matéria, e muitas outras conversas de marca da Natura, podem ser encontradas na Sala de Bem-Estar, no Rede Natura. Seja bem-vindo!

Envie a sua história para a gente. A Natura quer conhecê-la. A Natura quer publicá-la.

Veja também: