Seleção Draft – A evolução de uma startup

- 14 de janeiro de 2016
Conhecer as etapas da evolução de uma startup pode te ajudar a embarcar na hora certa (Imagem: Mycatkins - Flickr/ Reprodução)
Conhecer as etapas da evolução de uma startup pode te ajudar a embarcar na hora certa (Imagem: Mycatkins - Flickr/ Reprodução)

A evolução de uma startup
Tom Blomfield tem experiência com startups. O co-fundador da Mondo, empresa que desenvolveu um banco mobile, publicou hoje um texto em seu blog com algumas observações sobre a evolução de novos negócios. Ele fala sobre os prós e contras de entrar numa empresa em cada uma das etapas:

1) A fase de bootstrapping é o início de tudo. Não há lucro nem investimento, mas em compensação todos são co-fundadores;
2) Depois de criar um protótipo do produto, a startup consegue levantar algum dinheiro e você pode assumir um cargo fundamental, o que te dá relevância no futuro;
3) Um VC entra em jogo ou há uma boa resposta de uma campanha de crowdfunding. Nesta fase, você pode ser contratado para fazer uma coisa, mas ainda deve aprender de tudo um pouco;
4) Depois que a empresa já tem dois ou três anos, seu papel é mais específico. Mas aqui a mágica acontece: se a startup valorizar a opinião de todos, você pode e deve dar pitacos em projetos e grandes decisões;
5) Pensando grande: se você conseguir seu espaço em um unicórnio, prepare-se para longos treinamentos e menos contato com o CEO. Por outro lado, o aprendizado pode te levar longe.

 

Reúso é melhor do que reciclagem
A frase acima, vinda de um dos maiores nomes da inovação, é para fazer pensar. Bill Gates publicou em seu blog (link acima) um post sobre um novo significado para os famosos “três Rs” (reduza, reúse, recicle). De acordo com o empresário, reciclar consome muito mais energia e dinheiro do que reutilizar um produto. Portanto, devemos pensar em “reduzir, reutilizar e re-equipar”. Essa reportagem do Tech Insider destaca uma frase da dupla de pesquisadores que inspirou Gates na teoria, e propõe uma nova forma de fabricação:

“Para reutilizarmos componentes precisamos desmembrá-los, então eles precisam ser desenhados com encaixes e parafusos”

 

Aproveite mais como MEI
O site da revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios publicou hoje uma reportagem com dicas para quem trabalha como microempreendedor individual. No link acima, o consultor do Sebrae-SP Filipe Rubim diz que o MEI não pode se esquecer dos tributos que deve pagar todo mês, buscar informações legais para começar uma empresa em casa e traçar um plano de negócios. Além disso, é importante calcular os riscos em um cenário de crise, e saber a hora certa de expandir.

 

Startups conquistando o mercado
Movimento 100 Open Startups, programa da Wenovate que promove a inovação aberta, acaba de eleger as 100 startups mais atraentes para o mercado brasileiro. Entre elas, estão a Omnize, Encontre um Nerd, Controly e muitas outras. O objetivo é atrair empresas e fundos de investimentos que procuram projetos pilotos em áreas como saúde, agronegócios e comunicação. Agora, empreendedores selecionados participam da Open Innovation Week, no dia 22 de fevereiro. Visite o site oficial do evento.

Veja também:

Saiba como a Camiseta Feita de PET criou um negócio rentável conectando 100% da cadeia produtiva

- 24 de junho de 2016
Silvia do Prado e Vanda Ferreira tiveram a ideia da Camiseta Feita de PET num encontro casual, num salão de beleza.

Ele transformou lixo em negócio, mesmo concorrendo com a coleta gratuita

- 7 de junho de 2016
Lucas Chiabi, criador do Ciclo Orgânico.

Verbete Draft: o que é Effectuation

- 18 de maio de 2016
A indiana Saras D. Sarasvathy, professora e pesquisadora da Universidade da Virgínia, começou a desenvolver a metodologia, muito útil para startups, em 2001.

Verbete Draft: o que é Economia Circular

- 20 de abril de 2016
Economia Circular tem a ver com reciclagem, mas está longe de ser só isso. Consiste em usar o design para desenvolver produtos com menos impacto e mais consciência. Saiba mais a respeito.