Seleção Draft – Empreendedoras brasileiras

- 18 de novembro de 2016
A troca de experiências e estímulo à capacitação tecnológica são essenciais para empreendedoras brasileiras. (Imagem: WOCinTech Chat - Flickr/ Reprodução)
A troca de experiências e estímulo à capacitação tecnológica são essenciais para empreendedoras brasileiras. (Imagem: WOCinTech Chat - Flickr/ Reprodução)

Empreendedoras brasileiras
O site da Pequenas Empresas & Grandes Negócios publicou hoje uma entrevista com Maria Rita Spina Bueno, diretora da Anjos do Brasil, que fala sobre como é possível aumentar o números de empreendedoras no ecossistema brasileiro. Entre os principais passos destacados por Maria Rita, estão: fomentar a capacitação de mais mulheres em tecnologia, estimular a troca de experiência entre empreendedoras e levar mais informações a investidoras em potencial. Leia mais no link acima.

 

Quero ter uma fintech
Quando Kasey Kaplan, presidente e co-fundador da Urban FT (uma fintech que trabalha com varejo bancário), descobriu o mundo das startups financeiras, ele ainda não sabia o que esperar. Quatro anos depois, ele compartilha na Forbes o que aprendeu:

1) Crie algo diferente, ultrapasse as necessidades das pessoas;
2) Equilibre a melhor forma de administrar o seu negócio com a escalabilidade dele;
3) Mantenha uma cumplicidade com a sua equipe de tecnologia;
4) Prepare-se para mudar os seus planos.

 

Como um ecossistema sobrevive
Construir um ecossistema rico em inovação não depende só de dinheiro, como diz Ashley Larson em seu texto no Entrepreneur. No link acima, ela fala do que é preciso para que regiões consigam estimular empreendedores locais. Celebrar o sucesso de seus colegas, apostar em iniciativas ousadas, democratizar mentorias e investir capital em outros projetos assim que você estiver em condições estão entre as atitudes reforçadas pela autora. Leia mais no link acima.

 

KES com Francesca Gino
Na próxima quarta-feira, dia 22, o último KES do ano vai receber Francesca Gino, cientista comportamental da Universidade de Harvard. A acadêmica vai falar sobre decisões inconsistentes, que costumam ser ignoradas tanto em situações específicas, relações humanas e ajudar os participantes a identificarem e evitarem essas influências. Para participar, é preciso ser membro da comunidade KES ou fazer uma inscrição avulsa por aqui. O número de vagas é limitado.

Veja também:

Que tal criar uma fintech para quem não tem nem sequer conta bancária? É neste mercado que a Moneto aposta

- 13 de junho de 2017
Marcos Arruda, CEO da Moneto, já teve uma startup de cobrança, mas agora foca no microempreendedor desbancarizado para se destacar.

Verbete Draft: o que é Insurtech

- 24 de maio de 2017
A Youse é a primeira Insurtech do país: uma startup que usa as novas tecnologias para oferecer agilidade e preços mais baixos ao mercado de seguros.

Na onda das fintechs, o banco Neon quer provar que dá para lucrar com transparência

- 6 de abril de 2017
Pedro Conrade conta como o Banco Neon surgiu, da evolução de um app de gestão financeira, e está crescendo com uma proposta simplíssima: ter poucos produtos, sem cobrar quase nada dos clientes.

Como é construir um ambiente de inovação, do zero, dentro de um grande banco – o Bradesco

- 9 de fevereiro de 2017
Fernando Freitas, do Bradesco, acredita que inovação interna e aberta se complementam.