SPONSORS:

Seleção Draft – O que aprendemos em 2016

- 22 de dezembro de 2016
Saiba quais foram as lições deste ano para quem empreende. (Imagem: Per Gosche - Flickr/ Reprodução)
Saiba quais foram as lições deste ano para quem empreende. (Imagem: Per Gosche - Flickr/ Reprodução)

O que aprendemos em 2016
Algumas lições de empreendedorismo que a Fast Company abordou durante este ano merecem ser lembradas. Entre as 10 citadas no link acima, o jornalista Cale Weissman diz que as mais importantes foram as seguintes:

1) Procure talentos de outras áreas pode ser a solução dos seus problemas;
2) Em vez de apenas reter esses talentos, estimule e encoraje funcionários a criar;
3) Não use dados como uma conclusão, mas como mais um meio para fazer análises;
4) Deixe clara a sua expectativa e critérios de avaliação dentro da sua empresa;
5) Crie a sua cultura de startup sem preconceitos.

 

O boostrapping certo
Segundo Aytekin Tank (fundador da JotForm, plataforma de criação de formulários online), o “jeito certo” de arrecadar dinheiro para um negócio por conta própria é se envolver com o seu público-alvo, seja dando consultoria, em um trabalho temporário ou como freelancer. Isso garante relações com possíveis consumidores e motivação para continuar o trabalho. Tank diz:

“Passe um tempo estudando o seu mercado e encontrando maneiras de ser pago por consumidores em potencial”

Leia mais no link acima, do Entrepreneur.

 

A IoT além do básico
A Internet das Coisas não vai se limitar a assistentes virtuais regulando a temperatura da casa ou avisando quando alguém chega na sua porta, de acordo com Scott Gerber. No The Next Web, o jornalista falou com 14 empreendedores, que contaram quais funções da IoT devem se popularizar em breve. Dentre algumas delas, duas se destacam: a automação de compras de rotina e da manutenção de máquinas industriais. Leia no link acima.

 

Participe do HackBrazil
O HackBrazil, evento anual que reúne hackers, makers, inventores e designers para oferecer webinars, mentoria de Harvard e do MIT, prorrogou suas inscrições até o dia 30 de dezembro. Os participantes deverão resolver problemas com o uso de tecnologia, criatividade e inovação, e duas equipes finalistas serão levadas à Brazil Conference 2017. Saiba como participar no link acima.

Veja também: