SPONSORS:

Seleção Draft – Pais e CEOs

- 12 de outubro de 2017
Pais e CEOs: "cargos" com missões parecidas (Imagem: Pexels/Reprodução).
Pais e CEOs: "cargos" com missões parecidas (Imagem: Pexels/Reprodução).

Pais e CEOs
Na Forbes, a coach Rachel Feldman compara os semelhantes desafios e exigências da paternidade e do papel de um CEO: muito amor, persistência e paciência para lidar com expectativas e a busca constante por ajudar o negócio ou as crianças a ganhar independência. Além disso, ela afirma que as habilidades desenvolvidas para criar os filhos podem ajudar na liderança empresarial, já que com a paternidade ou a maternidade, as pessoas tendem a ganhar uma intuição maior, mais flexibilidade e distinção entre crises e um pequeno caos. Leia mais no link acima.

 

Mais paixão e dedicação
A jornada empreendedora pode, muitas vezes, desanimar por seu alto grau de sacrifícios e falhas a superar no meio do caminho. Mas paixão e dedicação são elementos essenciais para seguir em frente. Nem sempre isso é fácil, mas Nathan Resnick, CEO da Sourcify (plataforma que conecta empresas a fabricantes), dá alguns conselhos que podem ajudar. No Entrepreneur (link acima), ele aconselha focar em métricas que vão além do aspecto financeiro, como o nível de satisfação e propósito. O autor também indica estabelecer metas diárias e aceitar o desconhecido.

 

Incentivo ao impacto social
Vão até o próximo dia 28 as inscrições para o Impact Hub Scaling Program. O programa, com duração de sete meses, tem como objetivo auxiliar negócios de impacto social do Brasil, Colômbia, Costa Rica e México a escalarem sua atuação em outras cidades, estados ou países. Os selecionados receberão um diagnóstico sobre seus principais desafios e um planejamento personalizado para superá-los, com mentoria, treinamentos e networking. Para participar, a startup deve operar há pelo menos dois anos. As inscrições podem ser feitas pelo link acima.

Veja também: