Seleção Draft – RH não é tabu

- 27 de julho de 2017
Quando a startup cresce, o RH passa a ser uma necessidade para escolher a equipe certa. (Imagens: Pexels/Reprodução)
Quando a startup cresce, o RH passa a ser uma necessidade para escolher a equipe certa. (Imagens: Pexels/Reprodução)

RH não é tabu
No Medium (link acima), Kyle Taylor, CEO do The Penny Hoarder, um site de dicas financeiras, afirma que a maioria dos fundadores arranja desculpas para fazer tudo sozinho e não contratar uma equipe. Mas na hora em que a startup começa a crescer, é preciso formar um time. E aí, um departamento de RH deixa de ser um luxo. Segundo o autor, ter profissionais que saibam recrutar uma equipe em sintonia com a cultura e os valores da empresa é fundamental para criar um ambiente produtivo e agradável. Além disso, ele diz, ajuda a manter o CEO focado no seu próprio trabalho.

 

Trabalhe menos e faça mais
Elise Mitchelli, CEO de uma empresa de comunicação que leva o seu sobrenome, afirma que no mundo dos negócios há um mito de que os empreendedores devem trabalhar exaustivamente ou não terão resultados. Na Forbes (link acima), ela defende que é melhor trabalhar menos, mas com mais qualidade e compartilha quatro dicas para tornar isso possível:

1) Aprenda a delegar tarefas;
2) Crie planejamentos e prazos para cumpri-los;
3) Saiba dizer não (mesmo que isso desaponte algumas pessoas);
4) Trabalhe para viver e não o oposto.

 

Mentoria do Google
O Google lançou esta semana uma iniciativa para incentivar startups de AI e machine learning, o Google Developers Launchpad Studio. O programa, com duração de seis meses, oferecerá um espaço físico onde os selecionados receberão mentoria de profissionais da empresa e de outros nomes de referência na área. Além disso, vai disponibilizar suporte na parte técnica, em produto e investimentos. A sede global do Launchpad Studio será em São Francisco, com filiais em Tel Aviv e Nova York. A primeira turma deve começar em novembro. As inscrições (no link acima) são gratuitas e vão até o dia 31 de agosto.

 

Impact Makers
Dia 31 de julho, Curitiba recebe o Impact Makers – Festival de Conhecimento Compartilhado. O evento quer discutir uma nova economia baseada no trabalho coletivo e preocupada com impacto social. Os interessados podem montar a própria programação escolhendo entre oito opções de atividades. Entre elas, uma palestra sobre inteligência cultural e uma aula de Libras. Cada uma tem um valor, mas o preço máximo é de 60 reais. As inscrições podem ser feitas no link acima.

Veja também: