Seleção Draft – Rodada de investimentos sem segredo

- 10 de janeiro de 2017
Afinal, o que significam as rodadas de investimentos que fazem uma startup crescer? (Imagem: Marina Tr - Flickr/ Reprodução)
Afinal, o que significam as rodadas de investimentos que fazem uma startup crescer? (Imagem: Marina Tr - Flickr/ Reprodução)

Rodada de investimentos sem segredo
Quem está começando a frequentar eventos de startups ouve muito sobre rodada de investimentos, mas nem sempre fica claro do que se trata. No Tech Crunch, Katie Roof detalha as fases pelas quais uma empresa nascente passa para conseguir capital. Primeiro, ela conta o básico sobre investidores – eles trocam dinheiro por participação. As rodadas, por sua vez, são os estágios nos quais esse dinheiro é investido. A seed é a primeira, depois há a rodada A, B etc. Roof também fala da diferença entre anjos e VCs e a frequência com que startups arrecadam investimento. Leia mais no link acima.

 

Enfrente a concorrência
O mercado não precisa ser uma terra deserta para que você tenha sucesso com o seu negócio. Leah Wald fala sobre como enfrentar um cenário já cheio de concorrentes. A estratégia, segundo ela, é inovar de ângulos diferentes, ter uma empresa sustentável, construir uma marca forte e – acima de tudo – conhecer a fundo as necessidades do usuário. A autora diz:

“Faça a sua lição de casa, é crucial que você se torna um expert no mercado e nos consumidores”

Leia no link acima, da Forbes.

 

Os humanos por trás da AI
Se reconhecermos o papel das pessoas que trabalham bastidores de sistemas de inteligência artificial podemos concluir que ela não é tão artificial assim. No artigo do Harvard Business Review, assinado por Mary L. Gray e Siddharth Suri, o destaque é essa força de trabalho humana. Os autores ainda citam o paradoxo da automação – ao mesmo tempo em que destrói antigos trabalhos, ela cria novos. “Resumindo, esses serviços de AI aumentam a nossa produtividade, mas também introduzem novos desafios sociais”, eles escrevem. Leia mais no link acima.

 

Como integrar os 10%
Já ouviu aquela história de que 90% das startups que surgem todos os dias falham em seu primeiro ano? O objetivo de Deborah Zanforlin (mentora do MIT Entrepreneurship Bootcamp) é ensinar como fazer parte dos 10% que dão certo. Seu workshop itinerante começa em Natal no dia 23 janeiro e termina dia 30 em São Paulo. As entradas custam 110 reais. Veja como se inscrever no link acima.

Veja também:

A SemSenha demorou para entender que era uma startup. Agora está correndo, e quer crescer, como uma

- 20 de junho de 2017
Alexander e Leonardo, da Sem Senha, chegaram a receber os parabéns sem atrair nenhum cliente... Isso foi antes de conseguirem explicar que problema a startup resolve.