mulheres

A Bebê de Chita é uma marca infantil, mas também um manifesto a favor da vida livre de rótulos

- 8 de maio de 2017
A família reunida com a Kombi: Felipe com Iwó José e Thaísa com Imole

“Por que criei a Revista Azmina. E por que quero que ela não precise mais existir”

- 5 de maio de 2017
Na foto, a equipe de jornalistas e colunistas da Revista Azmina (Nana é a segunda da fileira da frente).

Conheça as empreendedoras por trás do Mercado Manual. Elas lucram com consumo ético e artesanato

- 4 de maio de 2017
Patricia (agora sócia da empresa) e as fundadoras Karine e Daniela: crescimento, críticas e novos horizontes à vista.

Quando você se apropria do seu valor, as oportunidades aparecem. Este é o aprendizado da Longarina

- 20 de abril de 2017
O espírito da empresa é fazer mais mulheres se apaixonarem pelo mar, pelo surf, por si mesmas (foto: Suelen Nobrega).

O que é a Feminaria e por que fornecer consultoria para mulheres é mais uma missão que um negócio

- 10 de abril de 2017
Ana enfrentou um burnout antes de iniciar a transição que a levou a criar uma confraria de mulheres empreendedoras.

“Já pensou que a volta do conservadorismo pode ser um indicador de impacto das lutas sociais?”

- 5 de setembro de 2016
Renata Truzzi faz uma reflexão sobre as lutas sociais: "O feminismo precisa de homens para ser efetivo no longo prazo. Os movimentos LGBT precisam de heteros para ter resultado. Os negros precisam de brancos para lutar com eles e por eles. Os imigrantes precisam dos nativos. Os pobres precisam dos ricos. O setor público precisa do privado e vice versa".