SPONSORS:

A 88i é um app de serviços digitais para a contratação de seguros e assistências

- 27 de junho de 2019

Nome:
88i.

O que faz:
É um app de serviços digitais para contratação de seguros e assistências baseado em blockchain, conectando corretores e clientes.

Que problema resolve:
Busca simplificar, democratizar e tornar mais ágil a comercialização deste serviço no país

O que a torna especial:
Segundo o fundador, com apenas um clique e em menos de três minutos, o usuário consegue contratar um seguro. “As novas apólices são auditadas a cada nova compra, o que garante confiabilidade, automação dos processos e segurança da informação.”

Modelo de negócio:
O modelo de negócio da 88i é B2B e B2C, ou seja, existem parcerias com canais digitais, com plataformas de mobilidade e bancos digitais, permitindo a chegada no cliente final. O usuário pode ter um seguro pagando a partir de 10 reais mensais.

Fundação:
Março de 2018.

Sócio:
Rodrigo Ventura — Fundador

Fundador:

Rodrigo Ventura — 43 anos, São Paulo (SP) — é formado em Economia pela PUC-SP, com MBA em Finanças pelo IBMEC/Insper. Trabalhou no HSBC, Bradesco, Porto Seguro e KPMG.

Como surgiu:
Rodrigo conta que fez uma viagem de moto para desbravar o Chile em janeiro 2017. Mas um grave acidente ao se locomover com o veículo naquela região adiou alguns planos de sua viagem e foi agravado por um problema com o seguro da moto que havia contratado. O empreendedor diz que ao acordar no hospital, tentou acionar a seguradora e foi surpreendido com a resposta da atendente: de que o seguro não cobria a região em que ele estava. O atendimento precário foi, ao mesmo tempo, a origem de uma ideia que viria a se tornar a 88i.

Estágio atual:
A 88i tem escritório no coworking do InovaBra, em São Paulo, e mais de 1 200 usuários cadastrados. Além de operar no Brasil, a empresa também está constituída na Estônia e na Suíça.

Aceleração:
A tese da empresa foi vencedora do Startup Weekend Blockchain Techstars, evento patrocinado pelo Google e pela TechStars, braço de inovação do banco Barclays da Inglaterra.

Investimento recebido:
Entre aporte do fundador e aporte de investidores-anjos foram 3 milhões de reais.

Necessidade de investimento:
Não busca no momento.

Mercado e concorrentes:
“As oportunidades são múltiplas e imensas, porque nós podemos trabalhar na distribuição digital de seguros, na gestão de operação de uma reguladora, no processo de sinistro, fazendo ciência de dados e gerando inteligência para negócios do setor”, diz Rodrigo. Ele aponta como concorrentes diretos a Pear Digital e a Pitizi.

Maiores desafios:
“O maior desafio no momento é fazer as pessoas acreditarem na cultura do seguro por meio digital. Hoje, estamos tentando ensinar o público a se proteger e ao mesmo tempo atrair para acionar o seguro, o que significa que estamos escalonando o volume de vendas.”

Faturamento:
Não informado.

Previsão de break-even:
Já foi atingido.

Visão de futuro:
“Nós da 88i queremos oferecer um portfólio de serviços e produtos focados nas necessidades do cliente, que envolve seguros de acidentes pessoais, de viagem, de celular ou de residência para quando você está fora de casa, ou seja, queremos ser a empresa que oferece proteção sob demanda no momento certo e na hora certa”, afirma o fundador.

Onde encontrar:
Site
Contato

485 Total Views 4 Views Today
Veja também:

Henrique Coelho, 26, duas startups no currículo e o sonho de revolucionar o mercado de seguros

- 13 de setembro de 2017
Henrique Coelho já fundou duas startups bem sucedidas. Agora, se prepara para lançar a Casuall, uma insurtech que quer mudar a forma como enxergamos, e contratamos, seguros.

Verbete Draft: o que é Insurtech

- 24 de maio de 2017
A Youse é a primeira Insurtech do país: uma startup que usa as novas tecnologias para oferecer agilidade e preços mais baixos ao mercado de seguros.