SPONSORS:

A AgriConnected quer otimizar a utilização do maquinário no campo com tecnologia

- 20 de dezembro de 2017

Nome:
AgriConnected.

O que faz:
É uma ferramenta que utiliza IoT, AI e big data para otimizar a utilização do maquinário no campo e qualificar a operação e o operador.

Que problema resolve:
O negócio busca reduzir os custos desnecessários para o produtor e o tempo de parada para manutenção do maquinário devido a quebras e desgastes por mau uso.

O que a torna especial:
Segundo os sócios, a tecnologia da startup pode ser aplicada a qualquer tipo de máquina agrícola (independentemente da marca, modelo ou ano de fabricação) e sem necessidade de interação humana, coletando informações e gerando insights sobre oportunidades de otimização.

Modelo de negócio:
A AgriConnected cobra uma taxa pela assinatura SaaS da ferramenta.

Fundação:
Maio de 2017.

Sócios:
Boris Rotter — CEO e fundador
Vitor Zandonadi — CTO  e fundador
Barbara Seixas — CMO

Perfil dos fundadores:

Boris Rotter — 36 anos, São Paulo (SP) — é formado em Engenharia Mecânica pela USP, com MBA em Finanças e Empreendedorismo pelo IESE Business School e pós-graduação em Administração de Empresas pela FGV. Tem passagem por empresas como Dantel e Logicalis.

Vitor Zandonadi — 32 anos, São Paulo (SP) — é formado em Gerenciamento de Redes pela Faculdade Paulista de Informática, com MBA em Tecnologia da Informação com Ênfase em Empreendedorismo e Inovação pela FIAP e pós-graduação em Gerenciamento de Projetos pelo SENAC. Tem passagem por empresas como Renault, Ambev, Bunge, Cosan, Fibria e BRF.

Como surgiu:
A ideia surgiu quando Boris e Vitor trabalhavam juntos em outro projeto na área agrícola e perceberam a frequência com que as máquinas quebravam no campo pelo fato de os proprietários não terem controle sobre a maquinaria durante a operação ou informações muito tardias. Além disso, notaram que as soluções dos fabricantes funcionavam somente para suas próprias marcas, obrigando um produtor que tivesse equipamentos variados a adquirir diferentes ferramentas. A partir dessas dificuldades, começaram a pensar em uma solução mais simples e barata com o uso da tecnologia.

Estágio atual:
A startup está em fase de testes e pilotos. Ao todo, já foram realizados três. No momento, a equipe conta com cinco colaboradores e está instalada no Impact Hub, em Pinheiros, na capital paulista.

Aceleração:
A AgriConnected faz parte  programa de aceleração Ahead IBM Watson da Startup Farm e também passou pelo programa da InoVativa Brasil.

Investimento recebido:
Os empreendedores investiram 100 mil reais de recursos próprios no negócio.

Necessidade de investimento:
Os sócios pretendem captar 400 mil reais com investidores- anjos para captar clientes, contratar mais pessoas e investir em marketing e vendas.

Mercado e concorrentes:
“Para atender demandas crescentes, o agronegócio brasileiro passa por uma revolução tecnológica e tem se mostrado bastante aberto à adoção de novas técnicas e processos”, afirma Boris. Ele aponta como concorrente os próprios fabricantes das máquinas, pois alguns modelos já saem de fábrica com sensores e sistemas de monitoramento.

Maiores desafios
“A relativa falta conectividade no campo, o desenvolvimento de um dispositivo que aguente esse ambiente hostil e a comercialização dos serviços, uma vez que os produtores encontram-se muito dispersos pelo território nacional, gerando altos custos com viagens”, conta o CEO.

Faturamento:
Ainda não fatura.

Previsão de break-even:
2º semestre de 2018.

Visão de futuro:
“A AgriConnected almeja levar diferentes soluções tecnológicas para o campo e contribuir com a modernização e crescimento do agronegócio brasileiro”, diz Boris.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

Mas, se você tem uma ideia e ainda não sabe como estruturá-la em uma estratégia de negócios, escreva para mentoria@projetodraft.com e conheça nosso novo serviço de Mentoria.

Veja também:

Como a Strider precisou se adaptar, sem perder a essência, após ser comprada

- 2 de agosto de 2018
3852 2 0

Piracicaba conectada: o que quer a AgTech, o primeiro coworking dedicado ao agro do país

- 6 de dezembro de 2017
José Tomé e Adriana Lúcia apostam em novos formatos de empreendedorismo no primeiro coworking do país dedicado ao agronegócio (foto: Ju Penteado).

“É irreversível: a inovação chegou ao campo e o mundo agro vive uma era de grandes oportunidades”

- 19 de maio de 2017
Fabio Zoppi, agrônomo e empreendedor, escreve sobre as principais tendências do setor.