SPONSORS:

A comadres.net quer ajudar pais a economizarem em produtos para bebês

- 25 de setembro de 2017

Nome:
comadres.net.

O que faz:
 É uma plataforma de aluguel de produtos para bebês e mães.

Que problema resolve:
O modelo de aluguel permite aos pais economizarem dinheiro, já que os produtos neste setor geralmente são caros e pouco utilizados, além de ocuparem espaço.

O que a torna especial:
Segundo a fundadora, os pais podem escolher os itens no site e não precisam se preocupar com a entrega ou retirada, que é feita pela empresa. Ela também conta que a startup não tem foco apenas em brinquedos ou no setor de amamentação, como diz ser a maioria das outras plataformas.

Modelo de negócio:
A comadres.net lucra com o aluguel dos produtos. A partir do 4º uso, o produto já tem seu ciclo de vida pago.

Fundação:
Janeiro de 2016.

Sócios:
Luciana Rangel — fundadora
Danton Vallenich — sócio

Perfil dos fundadores:

Luciana Rangel — 35 anos, Guaratinguetá (SP) — é formada em Engenharia de Produção pela USP. Trabalhou em empresas como Unilever e Natura.

Como surgiu:
Luciana conta que, ao ter sua primeira filha, se deu conta de como alguns produtos comprados foram pouco usados ou nem chegaram a ser abertos. “Ficaram apenas ocupando espaço no meu apartamento”, afirma. Começou a buscar soluções mais colaborativas para essa questão e resolveu construir um site simples para validar a ideia do aluguel desses itens. Testou o desempenho da plataforma por dois meses com as coisas de sua própria bebê, que estavam paradas em casa. Como a resposta foi positiva, decidiu investir no negócio.

Estágio atual:
A startup conta com um galpão e um escritório compartilhado. Agora, está em fase de crescimento da base de clientes em São Paulo e busca parcerias para representação em outras cidades. A plataforma realiza cerca de 80 aluguéis por mês.

Aceleração:
A comadres.net foi acelerada na 17ª turma da Startup Farm.

Investimento recebido:
Foram investidos 15 mil reais pela fundadora.

Necessidade de investimento:
Por enquanto, os sócios não buscam.

Mercado e concorrentes:
“Há grande espaço para crescer. A economia compartilhada ainda está no início e acreditamos que irá se expandir significativamente nos próximos anos”, diz Luciana. Entre os concorrentes indiretos, ela cita as empresas: Joanninha, Clube do Brinquedo e Cantinho da Mamãe.

Maiores desafios:
“Estruturar o melhor modelo de negócios para o crescimento por representação comercial e micro-franquias”, conta a fundadora.

Faturamento:
Não informado.

Previsão de break-even:
Já foi atingido, em outubro de 2016.

Visão de futuro:
“Queremos ser uma rede de comadres atuando nas principais cidades do Brasil, ajudando pais a economizarem e compartilharem esse momento tão especial que é o nascimento de um bebê”,  afirma Luciana.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

Mas, se você tem uma ideia e ainda não sabe como estruturá-la em uma estratégia de negócios, escreva para [email protected] e conheça nosso novo serviço de Mentoria.

1998 Total Views 1 Views Today