SPONSORS:

A EasyMovie é uma plataforma que conecta produtores audiovisuais a clientes

- 10 de maio de 2019

Nome:
EasyMovie.

O que faz:
É uma plataforma que conecta produtores audiovisuais a clientes para simplificar o processo de contratação e criação de vídeos, desde o briefing até a produção final.

Que problema resolve:
Busca resolver a dificuldade de encontrar o produtor certo para a demanda requerida; organizar os processos de  briefing para a criação; e dar mais agilidade e clareza na comunicação à distância entre clientes e produtores.

O que a torna especial:
Segundo os fundadores, a tecnologia utilizada pela startup permite que uma pessoa crie um briefing de vídeo “simplesmente falando para a plataforma, por meio de gravação de áudio”.

Modelo de negócio:
A EasyMovie cobra uma taxa de 20% sobre o valor do vídeo contratado.

Fundação:
Maio de 2016.

Sócios:
Murillo Alcantara — Fundador e CEO
Aydin Sarmadi — Investidor

Fundador:

Murillo Alcantara — 29 anos, São Paulo (SP) —  é formado em Economia e pós-graduado em Administração pelo Insper. Foi líder de inovação na multinacional francesa Ticket.

Como surgiu:
Murillo conta que a criação da startup veio de uma necessidade pessoal. “Depois de ter gravado toda uma viagem de snowboarding no Chile com os amigos, busquei um profissional de edição para transformá-la em um vídeo ao estilo canal OFF, mas não consegui encontrar alguém pela internet. Então, eu mesmo editei o material, já que este é um hobby que sempre me empolgou muito. Depois comecei a desenhar um site para editar vídeos no tempo livre e foi em uma conversa com minha namorada que o insight surgiu.”

Estágio atual:
A plataforma oferece desde a busca, contratação, pagamento de um produtor de vídeo até o acompanhamento da criação, gestão de aprovações e avaliação do trabalho. Tudo é hospedado na nuvem e com um sistema de notificações integrado a cada momento da jornada. Hoje conta com mais de 370 usuários cadastrados e foram mais de 130 vídeos produzidos.

Aceleração:
Está em busca de aceleração.

Investimento recebido:
O fundador colocou 50 mil reais do próprio bolso no negócio e contou com investimento semente de 50 mil reais.

Necessidade de investimento:
O empreendedor quer captar 500 mil reais para expansão comercial e estratégia de marketing, visando atrair mais clientes e produtores de vídeos. Além disso, o recurso será destinado a aprimorar a tecnologia da plataforma.

Mercado e concorrentes:
“O mercado de vídeo cresce a números exorbitantes. Segundo a PwC, o mercado global de mídia e entretenimento vai movimentar 2,23 trilhões de dólares em 2021. Outro dado relevante é que 81% das empresas utilizam o vídeo como ferramenta de marketing, de acordo com o State of Video Marketing. Para a OptinMonster, vídeos aumentam em até 54% do alcance da marca. A Economia Gig também vem crescendo, principalmente com o surgimento de profissionais de áreas criativas que buscam, cada vez mais, ferramentas que auxiliem em sua atuação independente no mercado”, afirma Murillo. Ele cita como concorrente direto a Ganero, uma empresa australiana, que possui uma rede de profissionais em pelo menos quatro países e cases de grandes empresas.

Maiores desafios:
“Transformar a dinâmica atual do mercado audiovisual de comercialização e produção de vídeos para grandes marcas em um ambiente digital e que funcione em escala”, diz o fundador.

Faturamento:
54 mil reais gerados em contratações de vídeos no primeiro semestre de 2019.

Previsão de break-even:
Foi atingido em outubro de 2018.

Visão de futuro:
“Ser o maior hub online de produção audiovisual no mundo. O lugar que possui as melhores ferramentas tecnológicas para a experiência de criação de vídeos”, conta Murillo.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho, mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

Veja também:

Quebrada Produções, ou como Renata Santos mudou a própria vida levando a favela para o cinema e a TV

- 31 de dezembro de 2018

A Taturana viu um nicho no mercado audiovisual – e ali criou seu próprio modelo de negócio

- 4 de setembro de 2018

Verbete Draft: o que é OTT

- 12 de julho de 2017
Assistir filmes e séries por streaming já não é novidade. Entenda como isso afeta o mercado (imagem: reprodução Yourstory).