SPONSORS:

A ElloX auxilia exportadores e importadores na gestão logística de cargas

- 10 de setembro de 2019

Nome:
ElloX Digital Logistics.

O que faz:
É uma plataforma que auxilia exportadores e importadores na busca de preços dos serviços logísticos necessários para sua atividade.

Que problema resolve:
Entrega online soluções como o orçamento de frete marítimo, contratação de despacho aduaneiro, gestão digital dos processos e controle de documentação.

O que a torna especial:
Segundo o fundador, a apresentação dos preços dos serviços funciona em tempo real, sendo que hoje o mercado demora, geralmente, até quatro dias para retornar aos clientes.

Modelo de negócio:
A startup lucra pela intermediação do frete marítimo e aéreo e com a oferta de seguro e cross-selling do próprio despacho.  E no frete rodoviário, a receita vem por veiculo trackeado, antecipação de recebível, seguro de carga e seguro de veículos. Além disso, a ElloX lucra com processos de despacho aduaneiro.

Fundação:
Outubro de 2018.

Sócios:
Lucas Nunes Moreno — CEO e fundador
Marcio Godoi — CTO e cofundador

Fundadores:

Lucas Nunes Moreno — 29 anos, Santos (SP) — é formado em Economia pela PUC-SP. Trabalhou no Grupo Santander Brasil e na Ello Intermodal, terminal de exportação no Porto de Santos.

Marcio Godoi — 36 anos, São Paulo (SP) — é formado em Ciências da Computação, com MBA em Big Data e Engenharia de Software pela FIAP. Tem passagem por empresas como Unibanco, CVC, Sage Software e WebForce. É CTO da Newcore e da Credihome.

Como surgiu:
Lucas conta que passou os últimos seis anos dirigindo o terminal de exportação no maior Porto da América Latina e observou as ineficiências do dia a dia para exportar e importar cargas, tanto na gestão das tarefas como na contratação dos fornecedores necessários para realizá-las. “São processos até hoje feitas de maneira manual, com troca de dezenas de e-mails”, diz. Para otimizar esses processos, ele se juntou a Márcio e os dois resolveram criar uma experiência digital na cadeia logística de cargas.

Estágio atual:
A startup conta com 20 clientes, entre eles grandes exportadores do agronegócio.

Aceleração:
Não teve.

Investimento recebido:
O negócio contou com investimento do próprio fundador de R$ 150 mil e uma rodada Pre-Seed de R$ 400 mil.

Necessidade de investimento:
Os sócios querem realizar uma nova rodada de investimento, Seed ou Serie A, até dezembro de 2019.

Mercado e concorrentes:
“É um mercado que movimenta US$ 7 trilhões por ano no mundo, sendo US$ 80 bilhões apenas no Brasil”, conta o CEO. Ele cita como concorrentes diretos a Flexport (EUA),  FreightHub (Europa) e Freightos (Ásia), além da CargoX, no Brasil, especializada apenas no segmento rodoviário.

Maiores desafios:
“Por ser uma venda no mercado B2B, o tempo entre a apresentação comercial e fechamento ainda é longo, bem como o onboarding na plataforma, ou seja, os primeiros passos dos usuários no portal.”

Faturamento:
Não informado.

Previsão de break-even:
Outubro de 2019.

Visão de futuro:
“Esperamos ser uma plataforma única para empresas exportadoras e importadoras acompanharem todas as etapas da sua cadeia logística internacional, em qualquer modal a ser usado e controlar seus fornecedores. Além disso, seremos um shopping logístico em que o nosso cliente possa acessar os demais fornecedores do mercado, avaliando preços em tempo real”, afirma o CEO.

Onde encontrar:
Site
Contato

1047 Total Views 1 Views Today
Veja também: