SPONSORS:

A Equalize é uma plataforma de certificação de produtos

- 6 de agosto de 2019

Nome:
Equalize.

O que faz:
É uma plataforma online que serve para desburocratizar o processo de aquisição das certificações Inmetro e ISO 9001.

Que problema resolve:
Permite ao próprio empreendedor realizar os processos para aquisição da certificação sem a necessidade de contratar consultores específicos para isso.

O que a torna especial:
Segundo o fundador, a plataforma gera economia de 70% para a empresa e diminui de cerca de dois meses para 15 dias a jornada para aquisição dos títulos.

Modelo de negócio:
Cobra uma assinatura mensal de R$ 399.

Fundação:
Julho 2017.

Sócio:
Rafael Abboud — CEO e fundador

Fundador:

Rafael Abboud — 32 anos, Poá (SP) — é formado em Qualidade e Produtividade, com pós-graduação em Sistemas Integrados de Gestão pela Universidade Mogi das Cruzes. Trabalha como auditor do IQB.

Como surgiu:
O empreendedor, que já atuava nessa área e notava seus gargalos, criou a plataforma para acelerar o processo de implantação dos requisitos para a certificação.

Estágio atual:
A startup foi incubada pela ACE, está alocada no Senai de São Caetano do Sul (SP) e conta com 40 empresas cadastradas.

Aceleração:
Não teve.

Investimento recebido:
O fundador investiu R$ 250 mil para criar a plataforma.

Necessidade de investimento:
Busca R$ 100 mil para investir em novas funcionalidades na ferramenta e estratégias de marketing.

Mercado e concorrentes:
“Com as mudanças do governo atual, que voltou os olhos para o Inmetro com a intenção de unificação dos programas de certificação, temos a oportunidade de atingir todos os escopos de certificação compulsória sem movimentar recurso”, afirma Rafael. Ele aponta como concorrentes as consultorias tradicionais da área.

Maiores desafios:
“Direcionar esforços para esse setor da economia foi um grande desafio. Uma vez que o mercado de certificação já possuía processos concretos e tradicionais, convencer as empresas de que essa jornada poderia ser feita de forma diferente foi o ponto chave.”

Faturamento:
R$ 200 mil (em 2018).

Previsão de break-even:
Já foi atingido em dezembro de 2018.

Visão de futuro:
“Queremos conquistar o monopólio do mercado como a principal referência em certificação”, diz Rafael.

Onde encontrar:
Site
Contato

551 Total Views 5 Views Today