SPONSORS:

A Eve Aromas em Joias uniu design e aromaterapia para criar colares difusores de óleos essenciais

- 24 de abril de 2019
Kleiton Fontes uniu seu conhecimento no ramo de joias e semijoias ao interesse pela área de desenvolvimento humano.

Joias e semijoias que funcionam como difusores de aroma, levando às pessoas os benefícios da aromaterapia de “uma forma sofisticada e prática”. A linha de adereços ajuda a espalhar o propósito da Eve Aromas em Joias, segundo seu fundador, Kleiton Fontes, 35: proporcionar às mulheres um recurso de bem-estar que pode ser acessado a qualquer momento.

A empresa nasceu em 2017, em Campinas. Cada peça traz um conjunto de tecidos que absorvem e fixam (por até seis dias) óleos essenciais, que podem ser trocados conforme a vontade da cliente.

“O óleo essencial é um aroma natural que vai direto para o sistema límbico e, meia hora depois, é possível sentir uma mudança de humor”, diz Kleiton.

Com formação em Desenho Industrial e em Psicologia Formativa (abordagem segundo a qual o corpo reflete nosso modo de sentir e pensar, bem como nossa atitude na vida), ele trabalhou na área de suprimentos de engenharia da Rhodia, multinacional da indústria química, e como consultor de inovação do Sebrae.

Teve, também, um experiência como sócio de uma importadora de semijoias, durante cinco anos. Assim, aprendeu como esse mercado funciona — e como pode ser potente e agressivo. Ele lembra:

“Tínhamos um showroom em um prédio onde havia 120 importadores do mesmo tipo de produto. Chegou um momento em que aquilo virou uma guerra”

Cansado daquela rotina, Kleiton se afastou da operação (embora permanecendo como sócio, no primeiro momento). O período que se seguiu foi uma espécie de sabático: “Pude fazer uma pausa, sentar sem preocupação, visitar amigos empreendedores e conversar com muita gente”. E esse “respiro” o ajudou a ver que aquele não era o caminho que queria seguir trilhando.

EM UMA VIAGEM À ÍNDIA SURGIU A INSPIRAÇÃO PARA O PRODUTO

Kleiton vendeu sua parte na sociedade da importadora. Sabia que queria abrir uma nova empresa, tinha o dinheiro para dar o start — mas não havia descoberto ainda qual seria o negócio. “Queria um nicho, mas não ter 120 concorrentes diretos”, diz.

Havia nele um desejo antigo de conhecer a Índia. Aproveitou então que havia deixado a sociedade, fez as malas e colocou o sonho em prática. Passou um mês entre três cidades, incluindo Rishikesh, onde os Beatles foram meditar, em 1968 (e onde compuseram canções do seu Álbum Branco, lançado no mesmo ano).

Os produtos da Eve vêm com refis do tecido que absorvem o óleo essencial.

Durante a viagem, Kleiton notou que algumas indianas usavam um difusor pessoal de cerâmica. Dessa observação surgiu o estalo e o esboço do que viria a ser a Eve Aromas em Joias: “Vi aquilo com os olhos de mercado. A joia tem um apelo muito forte entre as mulheres, nada racional, completamente emocional”.

As joias e semijoias produzidas pela custam entre 100 e 200 reais.Um dos desafios, hoje, é comunicar bem o produto, tanto para os revendedores quanto para os clientes finais. “Primeiro, tenho que mostrar o que é um óleo essencial para depois fazer a conexão com a joia.” A dificuldade de comunicação parece ser uma consequência do próprio conceito inovador:

“Quando vou cadastrar em um marketplace, por exemplo, o sistema pergunta se é um produto de beleza, moda ou bem-estar. E o meu se encaixa nos três pilares, ou seja, estou criando algo novo”

OFERECER, TAMBÉM, ÓLEOS ESSENCIAIS: UM JEITO DE IMPULSIONAR AS VENDAS

Com seu conhecimento em desenho industrial, Kleiton criou as peças e, com a expertise no mercado de joias, foi buscar os fornecedores, todos de fora do Brasil. Desenhadas por ele, as joias são produzidas no Vietnã, na Tailândia e na China. “Não é pelo preço que não produzimos no país, mas sim pela tecnologia. Aqui, ninguém tem equipamento para fazer.”

As joias são feitas em prata e banhadas em ouro, ródio ou ródio negro. Já as semijoias são produzidas com ligas metálicas e levam os mesmos banhos das joias.

Kleiton investiu 100 mil reais para começar o negócio. A primeira coleção foi lançada em 2017, com outro nome (Divico). Após uma consultoria de branding, o empreendedor rebatizou a empresa como Eve, em busca de uma marca com apelo mais feminino.

O preço dos colares varia entre 100 e 200 reais. A empresa também vende apenas os óleos essenciais, a partir de 30 reais, e kits de um colar e um óleo essencial, que variam de 212,80 reais a 285,80 reais.

No início, a Eve não vendia os óleos, mas Kleiton percebeu que era importante oferecer essa opção, já que é preciso reabastecer o colar com os aromas periodicamente. A ideia ajudou o negócio a deslanchar:

“Quando entrei com os aromas, a venda aumentou. Hoje, nossas clientes compram uma joia e até quatro óleos essenciais”

A Eve Aromas em Joias fatura em torno de 50 mil reais mensais. Além do site da marca, os produtos são vendidos em marketplaces e em lojas físicas. Estão, ainda, em alguns mercados externos: Colômbia, Estados Unidos, Londres e Portugal.

QUANDO DESENVOLVIMENTO HUMANO E LUCRO CAMINHAM EM PAZ

No momento, o empreendedor trabalha no envasamento de uma linha própria de aromas funcionais e já está de olho em novos produtos para comercializar, como um colar masculino e peças voltadas para o público infanto-juvenil: “Se deixo uma categoria em aberto, dou espaço para a concorrência”.

Os aromas dos óleos essenciais podem durar até seis dias no difusor pessoal da Eve.

Foi durante um trabalho terapêutico corporal que ele conseguiu balancear dois aspectos da sua personalidade que se harmonizam na condução do negócio:

“Queria mudar minha vida para a área de desenvolvimento humano, mas tinha muito forte em mim a questão do comerciante. A terapia mostrou que não precisava matar nenhuma das duas vertentes.”

Hoje, Kleiton confia no equilíbrio para gerenciar seu empreendimento e atingir os níveis de satisfação — financeira e pessoal — que almejava quando decidiu abandonar a antiga rotina e seguir um novo caminho.

“Trabalho com valores extremamente humanos, a ponto de perguntar para um cliente que atrasou um boleto como fica melhor para ele acertar aquilo. Mas também sei falar sobre todos os números da minha empresa.”

 

3934 Total Views 7 Views Today

DRAFT CARD

Draft Card Logo
  • Projeto: Eve Aromas em Joias
  • O que faz: Difusores de aromas pessoais
  • Sócio(s): Kleiton Fontes
  • Funcionários: 5 (incluindo o fundador)
  • Sede: Campinas (SP)
  • Início das atividades: 2017
  • Investimento inicial: R$ 100 mil
  • Faturamento: R$ 50.000 por mês (em média)
  • Contato: [email protected]
Veja também:

“É compreensível que, em vez de mudar, as pessoas comprem coisas que prometam torná-las melhores”

- 24 de maio de 2019

Conheça a designer que cria joias “de vestir” feitas com uma borracha amazônica colorida e sustentável

- 30 de agosto de 2017
Flavia Amadeu é pioneira no uso de uma borracha amazônica sustentável, que ela transforma em joias "vestíveis". (foto: André Carvalho)