SPONSORS:

A iChefs conecta chefs profissionais e usuários em busca de experiências gastronômicas

- 8 de fevereiro de 2017

Nome:
iChefs Brasil.

O que faz:
A plataforma conecta chefs de cozinha e usuários em busca de experiências gastronômicas.

Que problema resolve:
“A boa gastronomia é mostrada constantemente na televisão, porém poucos podem vivenciá-la. Além disso, o delivery dos restaurantes não entregam a experiência de jantar fora e o mercado não remunera bem os chefs que não são ‘celebridades’. Queremos melhorar as perspectivas desses profissionais e ser uma vitrine que impulsione suas carreiras no mercado”, diz o cofundador, Mauricio Tilhe.

O que a torna especial:
Os chefs pré-preparam os pratos, que são entregues na casa do cliente a um preço mais acessível. O cliente finaliza os pratos em casa rapidamente.

Modelo de negócio:
As vendas são feitas diretamente na plataforma e o box entregue na casa do cliente. O chef fica com uma porcentagem do valor da venda, assim como a empresa. Os pratos são divididos em categorias e o preço gira em torno de 50 reais cada.

Fundação:
Junho de 2016.

Sócios:
Mauricio Tilhe – Sócio-fundador
Fernando Barão – Sócio-fundador

Perfil dos fundadores:

Mauricio Terra Tilhe – 44 anos, Rio de Janeiro (RJ) – é Mestre em Administração de Empresas pela COOPPEAD (UFRJ), com extensão na Wharton School – University of Pennsylvania. Tem carreira de mais de 10 anos no mercado segurador e foi CFO do Senac RJ. Atualmente, é mentor de startups da incubadora da COPPE (UFRJ) e sócio-fundador da Reboque.me.

Fernando Barão – 30 anos, Curitiba (PR) – formado em Direito pela Faculdade de Direito de Curitiba. Foi consultor empresarial e tributária do Grupo Villela e da Brasil Argos. Depois, abriu seu próprio escritório em sociedade com dois colegas, até fundar a iChefs.

Como surgiu:
“A nossas experiências ruins com o delivery de comida, a popularidade dos programas de TV sobre gastronomia e um estudo de mercado nos fizeram perceber a oportunidade”, conta Mauricio.

Estágio atual:
Por enquanto, os sócios estão realizando ações de marketing para a expansão do serviço no Rio de Janeiro, em seguida, vão iniciar as atividades em São Paulo.

Aceleração:
Não teve.

Investimento recebido:
Nenhum. Todo o investimento foi realizado pelos sócios.

Necessidade de investimento:
Os sócios estão em busca, mas o valor não foi informado.

Mercado e concorrentes:
“O mercado é excelente para o nosso negócio e as startups de gastronomia têm mostrado um ótimo crescimento. Vamos apostar na rapidez da finalização do prato pelo cliente (em menos de 12 minutos) e cobrar um preço que gira em torno de 60% do valor pago em restaurantes”, diz Mauricio. Para ele, os concorrentes da plataforma ainda não os serviços de delivery e restaurantes. Outras startups como a Meu Bistrô e o CookMood oferecem outro tipo de serviço.

Maiores desafios:
“Dar conhecimento às pessoas sobre nosso modelo. Precisamos ter capacidade financeira para fazer marketing”, segundo Fernando.

Faturamento:
Não informado.

Previsão de break-even:
Em um ano.

Visão de futuro:
“Ser a melhor e mais inesquecível experiência gastronômica das pessoas em casa”, diz Mauricio.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

Mas, se você tem uma ideia e ainda não sabe como estruturá-la em uma estratégia de negócios, escreva para [email protected] e conheça nosso novo serviço de Mentoria.

Veja também:

Elas criaram o Projeto A.Ch.A para estimular o comércio justo aproximando chefs e produtores de tomates raros

- 18 de fevereiro de 2019

Eles queriam fazer uma cervejaria boa e barata, num lugar legal. Acabaram encantando Belo Horizonte

- 24 de janeiro de 2019

Criança gosta de abobrinha, sim – ainda mais se vier com chocolate! A Lanche&Co é a prova disso

- 23 de janeiro de 2019

“Quem vem de startup sabe: uma ideia vale um dólar, uma boa execução vale um bilhão”

- 27 de dezembro de 2018

Conheça a Escola Brasileira de Ecogastronomia: uma aula sobre comer (e cozinhar) com mais consciência

- 3 de dezembro de 2018
4408 7 0