SPONSORS:

A MYOM atua como uma guia de serviços, produtos e eventos do segmento slow

- 24 de setembro de 2019

Nome:
MYOM.

O que faz:
É uma plataforma que reúne serviços conscientes e eventos ligados ao slow living, conectando quem busca produtos e quem trabalha na área de lifestyle consciente, desacelerado, saudável e sustentável.

Que problema resolve:
Ajuda na divulgação dos serviços, colocando online produtos que muitas vezes não teriam um site e facilita o encontro e a troca de experiências.

O que a torna especial:
Segundo as fundadoras, a plataforma possui uma área de comunicação. “Nós divulgamos os profissionais e serviços cadastrados, assessoramos com textos, fotos e vídeos, trazendo sempre as novidades e tendências audiovisuais para os parceiros.” Além disso, os usuários têm total autonomia sobre o perfil deles. Ou seja, podem atualizar as informações, divulgar eventos, trocar de fotos, por exemplo. A plataforma também conta com um sistema de avaliação e comentários, que fortalece a credibilidade.

Modelo de negócio:
A plataforma é gratuita, mas em breve terá uma assinatura premium mensal no valor de R$ 12,90 que dará direito ao usuário participar de um ranking, ter destaque no site, no blog e assessoria da sua marca.

Fundação:
Maio de 2019.

Sócias:
Manoela Maia Magalhães — Cofundadora
Simone de Angelis — Cofundadora

Fundadoras:

Manoela Maia Magalhães — 36 anos, São Paulo (SP) — é formada em Publicidade e Propaganda na Anhembi Morumbi, além de possuir diversas formações em terapias alternativas, como Naturologia, Reike Apométrico, Cura Quântica e Mesa Radiônica Quântica. Como publicitária atendeu as marcas Nespresso, Pão de Açúcar, Claro/NET, Suvinil, Bradesco, Nivea, dentre outras.

Simone de Angelis — 32 anos, São Paulo (SP) — é formada em Comunicação Social – Rádio e TV pela UNIMEP e pós-graduada em Produção Executiva e Gestão para TV. Trabalhou na produtora New Vision e na TV Record.

Como surgiu:
Manoela conta que tudo que diz respeito a conhecimento próprio e espiritual se faz presente no seu dia a dia desde a infância. Ela queria achar formas de encontrar pessoas como ela, mais conectadas a uma vida natural. Ao conhecer Simone, anos atrás, a vontade de ajudar a compartilhar esse universo “mais consciente e saudável” foi crescendo e assim surgiu a MYOM.

Estágio atual:
As sócias avaliam a necessidade de ter uma sede física. A MYOM tem mais de 500 serviços cadastrados na plataforma.

Aceleração:
Estão em busca.

Investimento recebido:
As sócias investiram R$ 60 mil no negócio.

Necessidade de investimento:
As empreendedoras estão abertas a negociações, mas não têm um valor definido.

Mercado e concorrentes:
“As oportunidades de negócios são várias, uma vez que interesse por wellness e slow living vêm crescendo cada vez mais. Gostamos de pensar que somos um ‘Google’ do bem estar, portanto todos os tipos de eventos, produtos, profissionais podem estar com a gente e usufruir das facilidades que apresentamos. Empresas grandes também podem entrar em parceria e estamos abertas e buscando por isso nesse momento”, afirma Manoela. Ela diz que há sites mais específicos, trabalhando de forma mais segmentada, mas que não existe uma plataforma como a MYOM que abrange todo esse universo.

Maiores desafios:
“Há um exercício de aproximar esse universo principalmente das pessoas que pouco acessam essas alternativas. Aos poucos sabemos que vamos conseguir chegar e cadastrar cada um desses serviços e ganhar esse espaço. Ainda que as pessoas sintam necessidade de um lugar para buscar, elas  continuam com os meios padrões como sites de buscas genéricos. Outro ponto é aproximar os profissionais dessa nova ferramenta, uma vez que eles ainda estão acostumados com o boca a boca”, conta Simone.

Faturamento:
Não informado.

Previsão de break-even:
2020.

Visão de futuro:
“A MYOM tem como objetivo se tornar um polo de comunicação para esse público, que vai desde criação de experiências em locais físicos até a ampliação da plataforma destinada a conteúdo EAD e streamings exclusivos para os usuários”, dizem as sócias.

Onde encontrar:
Site
Contato

1019 Total Views 1 Views Today
Veja também:

Do spray à lixa, do xampu ao esmalte, o NaBahia é um salão de beleza onde cada resíduo ganha o destino certo

- 2 de outubro de 2019

Quando o ingrediente não se encontra na feira: a PANCS Brasil transforma “mato” em temperos e conservas

- 23 de setembro de 2019