SPONSORS:

A NapkinTalk é uma plataforma de mentorias enxutas que conectam empreendedores

- 12 de junho de 2017

Nome:
NapkinTalk.

O que faz:
É uma plataforma de mentorias enxutas que conectam empreendedores.

Que problema resolve:
“Cada vez mais pessoas empreendem no Brasil, mas muitos desses empreendedores iniciantes só percebem que não estão capacitados para a sua jornada depois que ela começa a dar errado”, diz a CEO, Carol Freitas.

O que a torna especial:
A empresa oferece mentoria como um método de aceleração ainda mais rápido e informal do que o tradicional, e os mentores são indicados de acordo com o universo de atuação do mentorado.

Modelo de negócio:
O modelo ainda está em construção. Por enquanto, a empresa fatura por meio de um marketplace de troca de mentorias em grande escala.

Fundação:
Agosto de 2016.

Sócios:
Carol Freitas – CEO
Victor Guerra – Sócio
Daniel Mira – Sócio

Perfil dos fundadores:

Carol Freitas – 30 anos, Brasília (DF) – formada em Design de Produtos pela Universidade de Brasília e mestre em Biomimética pela Arizona State University. Atua como gestora de projetos e desenvolvimento de produtos. É designer no Nous Cultura Creativa, já trabalhou nas áreas de design gráfico, acessibilidade, chefiou equipes de design, fundou um escritório e um bar.

Daniel Mira – 41 anos, Brasília (DF) – formado em Artes Plásticas pela Universidade de Brasília e mestrando em Design pela mesma universidade. É professor de Fotografia, Design e Publicidade e atua nessas áreas há mais de 20 anos. Já esteve a frente de vários estúdios de design, além de projetos como o Humanizate, que coloca alunos de design, cinema, publicidade e fotografia para desenvolverem conteúdo cultural a partir de temáticas humanas. É CEO do Nous Cultura Creativa, escritório de projetos inovadores para pequenos empreendedores de Brasília.

Victor Guerra – 35 anos, Araguari (MG) – formado em Design. Abriu uma camiseteria na universidade, rodou o Brasil com workshops de design, trabalhou na editora Abril, passou por agências de publicidade, faliu um estúdio de design, chefiou um time criativo em um órgão público, desenhou UI/UX para grandes organizações e fundou o Nous Cultura Criativa. Está à frente do Golden Grids, escola livre de design.

Como surgiu:
Todos os sócios trabalham juntos na Nous Cultura Criativa, onde receberam mentorias ao longo do primeiro ano de operação. Essa experiência fez o trio perceber o valor da troca de conhecimento, e então eles pensaram em uma forma de promover mentorias descomplicadas, como as conversas em cafés e bares que geram insights. O MVP foi criado em uma dessas conversas e eles identificaram os primeiros interessados no produto.

Estágio atual:
Atualmente, a plataforma tem uma rede de 50 mentores e mais de 300 usuários já participaram das mentorias diretamente. Outros serviços estão sendo prototipados na tentativa de encontrar um modelo de negócio mais rentável. A empresa opera de um coworking em Brasília e conta com três colaboradores, além dos sócios.

Aceleração:
Não teve.

Investimento recebido:
Por enquanto a startup opera por bootstrapping.

Necessidade de investimento:
Os sócios estão à procura de investidores, mas o valor não foi informado.

Mercado e concorrentes:
“O mercado ainda não compreende a necessidade de se estar ao lado de um mentor. Muitas vezes a formalização de orientação baseadas nas consultorias tradicionais se tornam distantes da realidade”, conta Carol. A concorrência, segundo ela, é formada pelos aplicativos Beer and Coffee e Colmeia.

Maiores desafios:
“Escolher o modelo que mantenha a essência do NapkinTalk e gere sustentabilidade financeira, além de tornar claro o que é uma mentoria e qual é o seu valor”, segundo a CEO.

Faturamento:
Em 2016, foram 20 mil reais.

Previsão de break-even:
Não informada.

Visão de futuro:
“Queremos ser o elo de ligação da rede de mentores e mentorados nos diversos setores sociais, abarcando as áreas de empreendedorismo, educação e cultura”, diz Carol.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

Mas, se você tem uma ideia e ainda não sabe como estruturá-la em uma estratégia de negócios, escreva para [email protected] e conheça nosso novo serviço de Mentoria.

Veja também:

Como um programa interno fez dobrar a quantidade de líderes mulheres na 3M

- 14 de março de 2018
Camila Cruz Durlacher, da 3M do Brasil, lidera o fórum que oferece mentoria e prepara mulheres para assumirem cargos de comando na empresa.