SPONSORS:

A PepsiCo oxigena o ambiente corporativo turbinando carreiras e promovendo a diversidade

- 15 de outubro de 2018
Rafaela Pogrebinschi, gerente de talent acquisition: atraindo profissionais diversos (com experiências de vida idem)

Você provavelmente conhece alguma mulher que já passou pela seguinte situação: executiva competente, resolveu dar uma pausa na carreira para se dedicar full-time à sua nova função de mãe. O tempo passou, nasceu o segundo filho, ela chegou a empreender para ajudar no orçamento, atuou como consultora, sempre trabalhando de casa – até que, com o menino mais velho já beirando os 8 anos, decidiu que era o momento de voltar de vez à ativa. E aí, na hora da entrevista, a ex-executiva e agora candidata a um emprego se vê “contra a parede”, obrigada a encarar o “preconceito” de um entrevistador desconfiado das competências de quem está fora do mercado.

Não seria surpreendente desistir de vez. Uma alternativa bem mais interessante seria tentar uma vaga na PepsiCo. Detentora de marcas como Lay’s, Doritos, Kero Coco, Quaker e Elma Chips, a companhia promove o programa Ready to Return. Funciona assim: profissionais “prontos para retornar” (ao mercado profissional, claro) se inscrevem e, selecionados por gestores que valorizam suas trajetórias de vida, ganham a oportunidade de trabalhar por dez semanas em projetos relacionados às suas áreas de expertise, com direito a mentorias, treinamentos, salário, benefícios – e, quem sabe até, a chance de permanecer na empresa após o fim do período.

Aliás, mesmo os que não permanecerem têm motivos para comemorar: após essas dez semanas, eles sairão mais preparados para disputar vagas, com a chancela da PepsiCo ainda dando um “brilho” no currículo recém-atualizado.

Lançado nos Estados Unidos em 2017, o Ready to Return chegou ao Brasil neste ano como um projeto piloto, aberto a profissionais experientes que estejam há mais de dois anos afastados do mercado. Os motivos do afastamento, claro, podem ser os mais diversos: cuidar dos filhos, acompanhar o marido ou a esposa numa mudança de cidade, algum problema de saúde ou simplesmente a decisão (corajosa, diga-se) de tirar um tempo para realizar projetos pessoais.

O Ready to Return é uma das iniciativas por meio das quais a PepsiCo materializa a sua filosofia de valorizar a essência de cada um (ou cada uma). “As companhias buscam por profissionais sempre nos mesmos lugares, com os mesmos perfis”, diz Rafaela Pogrebinschi, gerente de talent acquisition da PepsiCo Brasil. “Isso não traz diversidade para o ambiente. Nesse aspecto, uniformidade não é saudável.”

Com a proposta de “fazer diferente” e arejar o seu próprio ambiente corporativo, a PepsiCo investe num leque diversificado de frentes de atração de talentos. Para o público da terceira idade, por exemplo, foi criado no Brasil o programa Golden Years, que recruta profissionais acima de 50 anos para trabalhar na área de operações. Os contratados chegam com engajamento nas alturas e “contaminam” positivamente a equipe – impactando, também de forma positiva, as taxas de absenteísmo.

A PepsiCo acredita que o ser humano é seu “melhor ingrediente”. Por isso, também, apoia as comunidades onde tem negócios, preparando mulheres para o mercado de trabalho e o empreendedorismo. É a ação global Mulheres com Propósito, que até o fim de 2018 terá capacitado 400 brasileiras – serão 2 mil nos próximos cinco anos.

Diversidade de gênero e inclusão racial são posicionamentos globais da marca, que se refletem na alta porcentagem (50%) de participantes negras no Mulheres com Propósito. Esforço conjunto da PepsiCo com a FUNDES Latin America, organização internacional focada no desenvolvimento social, o programa já foi colocado em prática na Argentina, Colômbia e Venezuela, foi implementado recentemente no México e chegará à República Dominicana ainda neste ano.

Seleção “às cegas” para valorizar a bagagem dos jovens

A efervescência de ideias no ambiente da PepsiCo está sendo incrementada por outras duas iniciativas, ambas voltadas para os jovens. Dois programas de seleção integram o Seja Único, plataforma de atração de profissionais em início de carreira.

O primeiro é o First Gen, com 38 vagas de estágio. Podem se candidatar estudantes universitários de diversas cidades do país que vão concluir o curso universitário até 2020. O segundo programa, Next Gen, tem 18 vagas de trainees em diversas áreas para jovens que tenham concluído a graduação entre 2016 e 2018.

Até aí, nada de muito distante de outras iniciativas de recrutamento do mercado. Porém, o que dá um “tempero “extra às duas iniciativas da PepsiCo é que, até a última etapa, a seleção acontece completamente “às cegas”, sem que os gestores saibam quem são os candidatos.

A ideia é simples: uma vez que o objetivo da PepsiCo é atrair pessoas diversas com experiências de vida idem, para a empresa não faz a menor diferença saber se o candidato é branco ou negro, homem ou mulher.

“Dessa maneira, não enviesamos as escolhas”, diz Pogrebinschi. “Até a última etapa [essa sim, presencial], tudo é feito online, por meio de uma plataforma específica. Ainda são poucas empresas que atuam dessa maneira para selecionar talentos.”

Bateu vontade de se candidatar e dar um “start” poderoso na sua (futura) carreira? As inscrições podem ser feitas no site até 19 de outubro. Nessa primeira fase, os candidatos são convidados a participar de jornadas de aprendizagem sobre carreira e desenvolvimento – a participação não é obrigatória, mas vale para quem quer se preparar melhor para as etapas seguintes.

A segunda parte do processo avaliará a identificação do jovem com a cultura da PepsiCo por meio do preenchimento de um questionário. A terceira fase terá como foco a resolução de um case – os candidatos deverão enviar as respostas em vídeo. A quarta e última etapa será composta por atividades em grupo e entrevistas.

“Com o First Gen e o Next Gen, criamos um pool de talentos, formando pessoas engajadas e alinhadas à cultura da empresa, ao mesmo tempo que oferecemos experiência profissional para quem está começando no mercado de trabalho”, diz Pogrebinschi.

As vagas para o First Gen estão distribuídas por São Paulo, Guarulhos, Itu, Ribeirão Preto e Sorocaba (SP); Belo Horizonte, Contagem e Sete Lagoas (MG); Recife (PE); Curitiba (PR); e Porto Alegre (RS). O Next Gen está recrutando trainees para a sede da PepsiCo, na capital paulista – os jovens, porém, podem vir a ser ser alocados em outras cidades do Brasil.

Os selecionados farão parte da equipe em 2019 e terão a chance de participar de treinamentos, conversar com gestores, compartilhar experiências e participar de projetos – deixando assim sua marca na companhia.

Essa marca pode ser deixada, inclusive, por meio de feedbacks. Sugestões de mudança são sempre bem-vindas, diz Pogrebinschi, reforçando que a PepsiCo tem um ambiente fértil às novidades. “Para fazer a companhia crescer, oxigenar ideias é fundamental.”

Veja também: