SPONSORS:

A PetDriver conecta motoristas a tutores de animais domésticos e estabelecimentos pet

- 3 de dezembro de 2018

Nome:
PetDriver.

O que faz:
É uma plataforma web e aplicativo que conecta motoristas pet friendly (com carros equipados e treinamento especializado) a tutores de animais de estimação e estabelecimentos pet no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Que problema resolve:
Resolve a questão da mobilidade urbana exclusiva para animais domésticos e seus tutores.

O que a torna especial:
Segundo os fundadores, o sistema permite o transporte de animais em carros adequados, com segurança e conforto. O tutor ou estabelecimento pet pode pedir uma corrida imediata ou fazer um agendamento para a hora e data que preferir. Se o bichinho for sozinho, a plataforma envia uma SMS automático quando a viagem se encerra e é possível acompanhar o percurso pelo app.

Modelo de negócio:
A PetDriver fica com um percentual pago ao motorista a cada corrida finalizada. O valor das viagens é de cerca de 25 reais por sete quilômetros rodados.

Fundação:
2016.

Sócios:
Léo Yalom — CEO
Leonardo Muller — Diretor de Operações

Perfil dos fundadores:

Léo Yalom — 33 anos, Rio de Janeiro (RJ) — é formado em Publicidade pela FACHA (Faculdades Integradas Hélio Alonso). Foi sócio da W2B e diretor de Comunicação da SaferTaxi.

Leonardo Muller — 44 anos, São Paulo (SP) — trabalhou no setor de controle de qualidade da Petrobras e por seis anos com transporte de animais.

Como surgiu:
Léo conta que ele e o sócio perceberam um movimento muito grande de humanização dos animais nos últimos anos. “Os locais têm ficado mais pet friendly e os casais estão tendo menos filhos e mais animais de estimação”, diz o fundador. Ele fala que, ao mesmo tempo que esse movimento vem crescendo, ainda existem muitas barreiras quando se precisa sair de casa com os animais. “Taxistas não aceitam transportar, apps de mobilidade dificilmente permitem e no transporte público isso é bastante restrito.” Por terem as mesmas dificuldades que outros tutores de cães e gatos para transportar os animais por longas distâncias, os empreendedores decidiram criar um serviço de mobilidade exclusiva para animais.

Estágio atual:
A startup começou a operar em fevereiro de 2017, atendendo apenas tutores  de animal no Rio de Janeiro e, depois de cinco meses, foi implementado o modelo voltada para estabelecimentos pet. Já conta com uma base de 7 mil usuários cadastrados e 20 estabelecimentos pet (hotéis, canis, clínicas e petshops), além de 250 motoristas. O serviço passou a operar também em São Paulo em uma área delimitada da cidade, onde se concentra o maior número de estabelecimentos pet da região.

Aceleração:
Foi acelerada pela Startup Farm (2018).

Investimento recebido:
Os sócios investira 200 mil reais de recursos próprios na empresa.

Necessidade de investimento:
Os empreendedores querem captar 900 mil reais para expandir a operação.

Mercado e concorrentes:
“O Brasil é o terceiro maior mercado pet do mundo, com crescimento de 5% ao ano, sendo que esse setor faturou 20 bilhões de reais em 2017”, fala Léo. Ele aponta como concorrentes indiretos apps de mobilidade já conhecidos, porém diz que nenhum deles tem especialização no segmento pet. Sobre táxi-dog (motoristas autônomos que fazem o transporte de animais domésticos), ele afirma que esses profissionais não têm a mesma disponibilidade de horários que os da PetDriver, pois fazem sua própria agenda.

Maiores desafios:
“Nosso grande desafio está sendo humanizar o transporte dos animais, criando uma nova cultura de serviços e oferecendo um novo estilo de vida a todos os tutores. Ao mesmo tempo, temos desafios diários de escalar a empresa mantendo sempre o mesmo padrão de qualidade e minimizando o tempo de espera de nossos usuários na busca por um carro”, conta o CEO.

Faturamento:
108 mil reais (no 3º trimestre de 2018).

Previsão de break-even:
Já foi atingido em outubro deste ano.

Visão de futuro:
“Tornar a PetDriver referência no setor de transporte pet nacional e alçar voos maiores pelo mundo a fora. “No futuro, pretendemos oferecer a nossos usuários um catálogo de locais pet friendly para facilitar ainda mais suas vidas”, diz Léo.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho, mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

Veja também:

Não é fácil: a moObie investe alto para fazer o compartilhamento de carros “peer to peer” acontecer

- 18 de outubro de 2018
4736 0 0