A Promobit é uma rede social de ofertas e cupons de descontos | Acelerados | Projeto Draft


SPONSORS:

A Promobit é uma rede social de ofertas e cupons de descontos

- 8 de agosto de 2018

Nome:
Promobit.

O que faz:
É uma rede social que reúne oportunidades de compras com desconto.

Que problema resolve:
As promoções são verificadas pela plataforma, que bloqueia ofertas fraudulentas e evita que os consumidores caiam em golpes.

O que a torna especial:
Segundo os fundadores, os próprios usuários podem compartilhar, curtir e comentar as ofertas que acharem válidas, o que dá mais credibilidade a todo esse sistema de descontos.

Modelo de negócio:
A startup lucra com uma comissão das lojas anunciadas, que varia de 3 a 20%, e ações personalizadas.

Fundação:
Abril de 2014.

Sócios:
Fabio Carneiro — COO
Raphael Pawlik — CTO
Leandro Meneses — CIO

Perfil dos fundadores:

Fabio Carneiro — 31 anos, São Paulo (SP) — é formado em Ciência da Computação pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Tem passagem por empresas como Telefônica, Comgás e Itaú.

Raphael Pawlik — 24 anos, São Paulo (SP) — é formado em Sistemas e Informação, com MBA em Mobile pela FIAP. Trabalhou na FS VAS Participações.

Leandro Meneses — 27 anos, São Paulo (SP) — é formado em Sistemas de Informação pela FIAP. Trabalhou na 123i.

Como surgiu:
Os sócios contam que se conheceram em um Startup Weekend realizado em São Paulo. Com o término do evento, parte da equipe se manteve unida e idealizou o Promobit. Os fundadores afirma que a motivação para criar a plataforma surgiu da percepção de que o compartilhamento de ofertas na internet era frequente, mas não havia um canal para centralizar e fazer a curadoria das informações sobre descontos e promoções.

Estágio atual:
A startup foi incubada no Mackenzie e conta com mais de 450 mil usuários cadastrados (no site e no app).

Aceleração:
Não tiveram.

Investimento recebido:
Não teve.  A criação da plataforma contou apenas com o trabalho dos sócios.

Necessidade de investimento:
Os empreendedores estudam a possibilidade de captar fundos no futuro.

Mercado e concorrentes:
“O mercado de marketing de afiliação está em constante crescimento e existe muito a ser explorado. Nos Estados Unidos, mais de 25% de todas as vendas do e-commerce são feitas por este modelo de negócio, já no Brasil, são apenas 10%”, fala Fabio. Ele cita como principais concorrentes a Méliuz, o Pelando e a Cuponeria.

Maiores desafios:
“Tornar mais popular o modelo de social commerce e crescer o conhecimento da marca Promobit”, diz o COO.

Faturamento:
1,2 milhões de reais (em 2017).

Previsão de break-even:
Já foi atingido no ano passado.

Visão de futuro:
“Ser a maior fonte de informações sobre promoções e descontos no Brasil”, afirma Fabio.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

Veja também:

“Contar a história do Peixe Urbano, empresa que ‘falhou para cima’, foi um MBA de empreendedorismo”

- 27 de julho de 2018
Tania Menai está lançando "Contra a Maré - A História do Empreendedorismo do Peixe Urbano", em que narra os altos e baixos do negócio em oito anos de história (foto: Marilia Destot).