SPONSORS:

A RadarFit estimula a aquisição de hábitos saudáveis por meio da gamificação

- 15 de outubro de 2019

Nome:
RadarFit.

O que faz:
É um jogo online em que as pessoas transformam a saúde e o corpo através da gamificação de mudança de hábitos. Os pontos adquiridos ao cumprir as missões pedidas no app são transformados em créditos para os usuários trocarem por prêmios como eletrônicos, eletrodomésticos, artigos de esporte, entre outros.

Que problema resolve:
Para os usuários, a RadarFit estimula que se mantenham engajados a longo prazo por meio de um sistema de premiações, competição e atualização de metas individuais. Para as empresas contratantes, reduz custo com faltas e falhas dos funcionários por problemas de saúde, assim como a própria despesa com a sinistralidade do plano de saúde de seus colaboradores, além de ser uma ferramenta de retenção de talentos e aumentar o desempenho financeiro da instituição por meio de equipes mais engajadas, produtivas e saudáveis.

O que a torna especial:
Segundo as sócias, a startup não é um aplicativo de contar passos, calorias, sistema de dietas, programas de exercícios em casa ou plano de academias. “A RadarFit foge das soluções já existentes e entrega inovação por meio de uma tecnologia para mudança e reprogramação do estilo de vida das pessoas, sendo assim o único Serious Health Game.”

Modelo de negócio:
No plano B2B, a empresa cobra R$ 4,90 mensais por colaborador. No plano B2C, o usuário pode usar por um mês a ferramenta gratuitamente e, após o término desse período, a mensalidade é de R$ 14,90.

Fundação:
2017.

Sócias:
Jade Utsch Filizzola — CEO
Jennifer De Faria — CMO
Tatiany Ribeiro Duarte — CTO

Fundadoras:

Jade Utsch Filizzola — 25 anos, Belo Horizonte (MG) — cursa Engenharia de Produção na FGV. Trabalhou no Instituto Sustentar e na SCDC Desenvolvimento Sustentável e Comunicação.

Jennifer De Faria — 27 anos, Belo Horizonte (MG) — é formada em Administração pela Ibmec. É diretora da Rentcar CFC Locação LTDA.

Tatiany Ribeiro Duarte — 28 anos, Belo Horizonte (MG) — é formada em Publicidade e Propaganda pela Faculdade Pitágoras. Trabalhou no Bradesco, na Mamoote e na Giiru.

Como surgiu:
As sócias Jade e Jennifer eram amigas desde a época de escola. Após fundar a RadarFit, Jade convidou Jennifer para ser cofundadora e as duas conheceram a sócia Tatiany durante um processo de pré-aceleração chamado Lemonade. O trio então se uniu com o objetivo de criar soluções que ajudem as pessoas a levar uma vida saudável.

Estágio atual:
A startup está em estágio de tração de vendas.

Aceleração:
Foi acelerada pela Startup Farm.

Investimento recebido:
Não informado.

Necessidade de investimento:
Ainda estudam o valor.

Mercado e concorrentes:
“No Brasil, 90% da população não se alimenta da forma correta, 70% não pratica atividades físicas e 52% está com obesidade ou acima do peso. Em pesquisas e testes por MVPs com cerca de 1.500 pessoas, percebemos que a dificuldade de ter uma vida saudável é causada pela falta de recompensa imediata, ou seja, pelo fato de as pessoas não terem resultado instantâneo ‘visível’ no corpo e na saúde após cada hábito saudável. O  nosso app consegue resolver isso com incentivos e premiações”, diz Jade. Ela aponta como concorrentes indiretos a Gympass, redes de academias, aplicativos de treinos, de dietas e de gamificações em geral.

Maiores desafios:
“O desafio em si está no mercado B2B, pois as empresas estão acostumadas a terem benefícios de saúde e bem-estar pouco eficazes e, algumas vezes, acabam se tornando mais resistentes a acreditarem na validade de ferramentas desse mercado.”

Faturamento:
R$ 20 mil mensais, em média.

Previsão de break-even:
Junho de 2020.

Visão de futuro:
“Expandir para o mercado internacional e se tornar a plataforma mais usada mundialmente para pessoas alcançarem uma vida saudável”, afirma a CEO.

Onde encontrar:
Site
Contato

867 Total Views 1 Views Today
Veja também:

Treinar os funcionários usando games? A Kludo mostra que as equipes podem evoluir mais rápido dessa forma

- 6 de maio de 2019