SPONSORS:

A RuaDois digitaliza a operação de imobiliárias físicas

- 2 de julho de 2019

Nome:
RuaDois.

O que faz:
É um plataforma para imobiliárias físicas que possibilita aos locatários encontrar o corretor mais próximo, agendar uma vista e fazer uma proposta online.

Que problema resolve:
Para as imobiliárias, ajuda na captação de clientes e divulgação, realiza a visita dos imóveis com um host e garante fotos profissionais das casas e apartamentos cadastrados. Para os locatários, reduz a burocracia. “Hoje o locatário tem que se submeter a inúmeras regras, que variam de acordo com a imobiliária. Além disso, há uma grande dificuldade para agendar visitas, pegar as chaves e a falta de retorno nas propostas que o locatário envia é constante também. Outro ponto é a documentação extensa que é exigida”, diz o fundador

O que a torna especial:
Pela plataforma, é possível agendar visitas online, encontrar um host para visitar o imóvel e pegar as chaves apresentando o RG, CPF e a última fatura do cartão de crédito, reduzindo, segundo o fundador, para 24 horas a disponibilidade de agenda para visitas e de seis para um dia o tempo entre a proposta e a assinatura do contrato.

Modelo de negócio:
A RuaDois cobra das imobiliárias uma taxa fixa de 260 reais por transação fechada pela plataforma e 60 reais por visita realizada por um host da startup .

Fundação:
Novembro de 2018.

Sócio:
Paulo Fernandes — Fundador e CEO

Fundador:

Paulo Fernandes — 31 anos, Brasília (DF) — é formado em engenharia civil pela Universidade de Brasília. Estudou Transformação Digital pelo MIT e empreendedorismo pela Universidade de Stanford. Foi CIO da Beiramar Imóveis e cofundador da Liva Tecnologia.

Como surgiu:
Paulo conta que, em março de 2016, tinha assumido como sucessor a imobiliária da família, com 35 anos de mercado. Lá ele iniciou uma transformação digital, mas ainda considerava esse mercado ineficiente. Após uma temporada no Vale do Silício, ele afirma que decidiu desenvolver um negócio escalável que entregasse transformação digital imediata para as imobiliárias, criando a RuaDois.

Estágio atual:
A startup está sediada no Wework do Itaim, em São Paulo, e atua no Distrito Federal e no Rio Grande do Sul. Já começou a expansão para outros  cinco estados.

Aceleração:
Tem interesse em programas de aceleração.

Investimento recebido:
A empresa recebeu um aporte de 200 mil dólares de um fundo de Venture Capital do qual o fundador é sócio.

Necessidade de investimento:
Busca novos investidores, mas ainda não definiu o valor.

Mercado e concorrentes:
“O Brasil tem cerca de 12 milhões de residências alugadas e é um mercado que movimenta mais de 2 bilhões de reais por ano. Nosso olhar é muito positivo para o mercado, pois tem longas cadeias, com pequenos problemas que podem ser resolvidos pela transformação digital”, diz Paulo. “Nossos concorrentes são empresas que concorrem com imobiliárias na comercialização do imóvel, prestam serviço de visita ou closing, além de imobiliárias digitais. O maior deles hoje é o QuintoAndar.”

Maiores desafios:
“Como o setor imobiliário é bastante tradicional, um dos maiores desafios que temos é de fazer o dono da imobiliária, principalmente os das mais antigas, entender que é preciso investir em transformação digital.”

Faturamento:
Não informado.

Previsão de break-even:
Novembro de 2019.

Visão de futuro:
“Queremos ser um hub de tecnologia com um serviço que supre as dores dessa cadeia e permite que cada parte entregue seu melhor. Até o final de 2019, queremos atender as principais capitais brasileiras, com imobiliárias de todos os portes”, conta o fundador.

Onde encontrar:
Site
Contato

799 Total Views 5 Views Today
Veja também: