SPONSORS:

A Sem Código oferece cursos online de linguagem de programação

- 28 de maio de 2018

Nome:
Sem Código.

O que faz:
É uma plataforma de cursos online sobre linguagem de programação para empreendedores digitais.

Que problema resolve:
Permite aos alunos empreenderem mesmo sem recursos para contratar um desenvolvedor de sites e aplicativos.

O que a torna especial:
De acordo com o fundador, a plataforma dá liberdade para que várias empresas de tecnologia surjam no país sem que as pessoas tenham que passar pelo” processo arcaico de aprender inúmeras linguagens de programação durante anos para conseguir tirar suas ideias do papel e validá-las”.

Modelo de negócio:
A Sem Código oferece módulos e mini cursos gratuitos para atrair potenciais clientes, mas o curso completo, com duração de 24 horas e três módulos, custa 780 reais.

Fundação:
Abril de 2018.

Sócio:
Fernando Brasão — Fundador

Perfil do fundador:

Fernando Brasão — 28 anos, Uberlândia (MG) — é formado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Uberlândia, com especializações pela Universidad Nacional de Asunción, South Dakota School of Mines and Technology e Arizona State University. Foi fundador da Contrataê.

Como surgiu:
Fernando conta que antes da Sem Código tinha uma plataforma para contratação de serviços, mas que em determinado momento, o programador com quem trabalhava se desligou da empresa. “Me vi sozinho sem ter ideia de como dar continuidade ao negócio”. Foi quando ele começou a estudar programação e percebeu que podia executar as tarefas relacionadas à essa área de forma independente e decidiu criar uma plataforma que repasse esses conhecimentos a outros empreendedores.

Estágio atual:
A Sem Código conta com quase 60 alunos.

Aceleração:
Não teve.

Investimento recebido:
O empreendedor investiu 4 mil reais de recursos próprios no negócio.

Necessidade de investimento:
Não busca investimento.

Mercado e concorrentes:
“Esse é um produto totalmente necessário para o mercado. Atingimos alguns nichos bem específicos como: jovens com perfil empreendedor que querem colocar suas ideias em prática e criar startups, adultos que estão insatisfeitos com seus trabalhos e desejam empreender, pessoas que procuram uma fonte de renda extra e mais liberdade de trabalhar remotamente”, diz Fernando. Ele conta que qualquer curso de programação pode ser um concorrente de seu negócio.

Maiores desafios:
“Atingir as pessoas corretas de uma forma escalável, sem a necessidade de um investimento externo”, afirma o fundador.

Faturamento:
Não informado.

Previsão de break-even:
Já foi atingido no primeiro mês de operação.

Visão de futuro:
“Vamos revolucionar o empreendedorismo digital no país. Fazer com que qualquer pessoa, independente do seu nível de conhecimento, do tempo que tenha por dia e do capital inicial, possa empreender devidamente”, fala Fernando.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

6787 Total Views 1 Views Today
Veja também:

Como dois primos criaram uma das maiores conferências sobre JavaScript do mundo, a BrazilJS

- 2 de outubro de 2018