A Tikal Tech desenvolve soluções para o universo jurídico, como a LegalNote, Diligeiro e SeuProcesso | Acelerados | Projeto Draft


SPONSORS:

A Tikal Tech desenvolve soluções para o universo jurídico, como a LegalNote, Diligeiro e SeuProcesso

- 14 de junho de 2017

Nome:
Tikal Tech.

O que faz:
A empresa desenvolve soluções para o universo jurídico.

Que problema resolve:
A Tikal Tech tem três plataformas. Pela LegalNote, leva informação com agilidade para advogados, a Diligeiro ajuda os mesmos profissionais na busca por colegas em todo o país para representá-los em suas diligências e a SeuProcesso permite que as pessoas físicas e pequenos empreendedores tenham acesso à sua situação na justiça.

O que a torna especial:
Os sócios dizem que buscam simplicidade e acessibilidade na hora do usuário resolver problemas complexos.

Modelo de negócio:
Os serviços oferecem um período de gratuidade para experimentação da solução. Os modelos de negócio variam conforme o produto, mas na maioria dos casos são assinaturas recorrentes para manter o acesso às funcionalidades mais avançadas dos serviços.

Fundação:
Junho de 2015.

Sócios:
Antonio Maia – Fundador
Derek Oedenkoven – CEO
Fernando Freitas – CTO

Perfil dos fundadores:

Derek Oedenkoven – 42 anos, São Paulo (SP) – formado em Engenharia e pós-graduado em Administração. Iniciou a carreira na SGI (Sillicon Graphics), empresa líder em tecnologia de alta performance na década de 90 e trabalhou durante 17 anos no Grupo Abril, onde desempenhou diversas funções em diferentes áreas de negócio e empresas. Desde 2010, passou a atuar em novos projetos digitais.

Antonio Maia – É advogado há 30 anos. Envolveu-se com tecnologia jurídica em 2014. Escreve o blog Advogado do Futuro, sobre tecnologia e universo jurídico.

Fernando Freitas – 31 anos, São Paulo (SP) – Tem 15 anos de experiência com engenharia de software e cursou a Escola Politécnica, mas não concluiu o curso. Trabalhou como desenvolvedor e consultor em diversas empresas (GoNow, Your house, USP), participou e venceu hackathons nacionais (API Hack day, FIESP) e internacionais (Techcrunch Disrupt SF), e desde 2010 vem empreendendo com startups. Fundou e operou a Apoio Musical, foi CTO da B2Blue.com e co-fundador da Doingcast.

Como surgiu:
Antonio Maia conta que, ao longo de sua carreira, teve contato com muitos softwares jurídicos do mercado, mas nenhum deles realmente o atendia de maneira adequada. “Eles pecavam pela complexidade, alto custo, funcionalidades que não eram relevantes”, diz. Resolveu, então, digitalizar a operação do escritório onde é sócio, o Amaral Maia Sociedade de Advogados, por meio do aplicativo Evernote. O case deu certo e inspirou a criação de outras ferramentas.

Estágio atual:
A empresa opera de um escritório na Avenida Paulista, em São Paulo, desde o início de 2016. Se combinadas, as plataformas somam mais de 150 mil usuários cadastrados e a maior parte dos colaboradores são engenheiros de software.

Aceleração:
Não teve.

Investimento recebido:
Foi feito um investimento próprio, no valor de 2 milhões de reais, aproximadamente.

Necessidade de investimento:
Não informada.

Mercado e concorrentes:
“O mercado de LegalTech é um campo tão vasto quanto as vertentes do Direito e está aberto com muitas oportunidades. É um momento muito especial que promete revolucionar a maneira como as pessoas buscam seus direitos, a maneira de trabalhar dos advogados e o fluxo da justiça como um todo”, diz Antonio. Ele cita a inteligência artificial desenvolvida pela IBM, o Watson, como possível concorrente e parceiro no futuro. Mas há outras startups com foco no setor jurídico no mercado, como a Jusbrasil e Jurídico Correspondentes.

Maiores desafios:
“A maior barreira é cultural. Advogados, profissionais do direito e consumidores levam um tempo para se despertar com relação às novas tecnologias e soluções disponíveis e, sobretudo, confiar e apostar nestas novas alternativas”, segundo Antonio.

Faturamento:
Não informado.

Previsão de break-even:
Ainda em 2017.

Visão de futuro:
“Queremos seguir nossa visão e continuar inovando em soluções simples e robustas, gerando benefícios para as pessoas e empresas que buscam seus direitos e que poderão contar com advogados e profissionais do direito mais acessíveis, produtivos e eficientes”, diz o CEO.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

Mas, se você tem uma ideia e ainda não sabe como estruturá-la em uma estratégia de negócios, escreva para mentoria@projetodraft.com e conheça nosso novo serviço de Mentoria.

Veja também:

“O ‘juridiquês’ é uma afirmação de poder que exclui os demais. Decidi trabalhar contra isso”

- 20 de julho de 2018
A procuradora Fernanda Vilares conta como o universo jurídico primeiro a encantou, para depois enchê-la de angústia com sua linguagem técnica e opressora. Foi quando ela decidiu fazer algo para mudar isso.