SPONSORS:

A Vibbra! conecta freelancers da área de TI a empresas contratantes

- 23 de julho de 2018

Nome:
Vibbra!.

O que faz:
É uma plataforma que conecta freelancers remotos selecionados da área de TI a empresas contratantes.

Que problema resolve:
A startup ajuda a minimizar os riscos das contratações no modelo de freelancer.

O que a torna especial:
Segundo os sócios, de cada 100 profissionais avaliados, apenas sete “passam na peneira” da plataforma, que também se responsabiliza pela parte contratual, acompanhamento de horas trabalhadas e pagamentos.

Modelo de negócio:
A Vibbra! fica com 30% do valor pago pelo cliente por cada profissional contratado pela plataforma.

Fundação:
Janeiro de 2016.

Sócios:
Leandro Oliveira — CEO
Juliana Nascimento — CCO e COO

Perfil dos fundadores:

Leandro Oliveira — 33 anos, Panambi (RS) — é formado em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Santa Maria. Foi cofundador da OnMind Technologies e CEO da MobilEasy Technologies.

Juliana Nascimento — 30 anos, Santa Maria (RS) — é formada em História pela Universidade Federal de Santa Maria e em Antropologia pela Universidade Federal de Santa Catarina, com especialização em Educação à Distância pela Universidade do Contestado. Fundou a Étnica Lab, empresa que trabalha com pesquisa de comportamento e consumo.

Como surgiu:
Leandro diz que, após empreender por mais de seis anos em duas empresas no modelo de fábrica de software, percebeu os erros e acertos ao se desenvolver software sob demanda. Segundo ele, a cada dez projetos elaborados, sete falham. Para tentar resolver esta questão, ele conta que criou uma plataforma na qual os processos de seleção dos profissionais de TI pudessem ser mais rigorosos, minimizando riscos e falhas nos projetos.

Estágio atual:
A Vibbra! conta com 60 freelancers cadastrados e o mesmo número de contratos realizados com empresas.

Aceleração:
A startup participou da InovAtiva Brasil (em 2016).

Investimento recebido:
Os sócios receberam, no total, 165 mil reais de aporte de um investidor-anjo e de uma venture builder.

Necessidade de investimento:
Buscam captar mais 350 mil reais para aprimorar a plataforma.

Mercado e concorrentes:
“O Brasil movimentados mais de 14 bilhões de dólares por ano em projetos de software. A demanda é gritante e cresce no mundo todo. Por outro lado, apesar de existir uma grande oferta de profissionais, a maioria possui baixa qualidade e não desempenha sua função como esperado”, afirma Leandro. Ele cita como concorrentes a Toptal, Crew e Gigster.

Maiores desafios:
“Estamos na fase de tração do negócio, precisando concluir a automação de alguns processos, como a seleção, além de aumentar nosso marketing e, assim, escalarmos as vendas”, fala o CEO.

Faturamento:
1 milhão de reais (previsão para 2018).

Previsão de break-even:
1º semestre de 2019.

Visão de futuro:
“Vamos unir a rede de profissionais de TI de alto nível à tecnologia do machine learning para desenvolvermos uma plataforma ainda mais inteligente”, conta Leandro.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

4097 Total Views 3 Views Today
Veja também:

A Nosotros promete fazer o “match perfeito” entre freelancers de comunicação e empresas em até 24 horas

- 21 de maio de 2019

Verbete Draft: o que é Direito ao Esquecimento

- 16 de janeiro de 2019

“Só transformando a si mesmo você pode propor a transformação de alguma outra coisa”

- 21 de dezembro de 2018

Verbete Draft: o que é Product Owner

- 17 de outubro de 2018