SPONSORS:

A WebPeak é uma ferramenta de marketing digital para pequenas e médias empresas

- 23 de março de 2018

Nome:
WebPeak.

O que faz:
É uma ferramenta de marketing digital para pequenas e médias empresas.

Que problema resolve:
O negócio quer popularizar os recursos de SEO (Otimização de Sites para Mecanismos de Busca), “reduzindo o custo do processo e proporcionando controle das ações e erros dentro de um site que busca se destacar na internet”.

O que a torna especial:
Segundo os sócios, a ferramenta é a mais barata do mercado, conta com bots próprios e efetua treinamentos que  “permitem a qualquer pessoa aprender a solucionar os problemas de SEO na prática”.

Modelo de negócio:
A WebPeak lucra com a assinatura SaaS da ferramenta para empresas, que custa a partir de 149 reais mensais.

Fundação:
Janeiro de 2018.

Sócios:
Marcos Custodio — Diretor Comercial
Mônica De Paula — Diretora Administrativa

Marcos Custodio — 27 anos, São Paulo (SP) — é formado em Administração com ênfase em TI pela Universidade Paulista e possui certificações em PMI, Google GDN, Analytics e Shopping, Acquisio Certified, ACE Palo Alto NetWorks. Trabalhou na  Dell SonicWALL e na SAAD.

Mônica De Paula — 26 anos, São Paulo (SP) — é formada em Comércio Exterior pela Faculdade Instituto Paulista de Ensino e possui certificações em ferramentas Google (Analytics, WebMaster, Adwords). Trabalhou na Pfizer Brasil e no Grupo Abril.

Como surgiu:
Os sócios contam que pensaram em maneiras de facilitar o processo de SEO para qualquer pessoa, já que eles são especialistas em análise de dados e percebiam as dificuldades enfrentadas por quem é leigo no assunto. Eles dizem que uniram as principais tecnologias disponíveis no mercado para que empreendedores de pequenos e médios negócios consigam manter seu site em evidência na internet.

Estágio atual:
A WebPeak possui um escritório na cidade de São Paulo e tem mais de 400 sites utilizando sua solução.

Aceleração:
Não teve.

Investimento recebido:
Os fundadores investiram 50 mil reais de recursos próprios na empresa.

Necessidade de investimento:
Pretendem captar 100 mil reais para marketing digital e 80 mil para investir em eventos e feiras.

Mercado e concorrentes:
“Hoje em dia é inevitável uma empresa estar na internet e sentir a necessidade de aparecer para seu público-alvo”, diz Marcos. Ele cita como concorrentes os negócios internacionais Semrush, Ranking coach e Moz (que trabalham apenas com preços em dólar e não possuem suporte nativo) e a Resultado Digitais.

Maiores desafios:
“O maior desafio é se manter atualizado em um mercado com atualização média de 90 dias, além de encontrar profissionais amadurecidos e com conhecimento no setor”, fala o diretor comercial da empresa.

Faturamento:
20 mil reais (em janeiro).

Previsão de break-even:
Primeiro semestre de 2019.

Visão de futuro:
“Tornar-se a principal plataforma de marketing digital para empreendedores de pequeno porte, se consolidando como a ferramenta de SEO mais popular do Brasil”, afirma Marcos.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

Veja também:

Como a TudoNosso, uma agência de publicidade digital encravada na periferia, muda negócios e vidas

- 15 de janeiro de 2018
Cristiane e Petter moram em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, e mudaram a própria vida (e a de muitos ao redor) quando conseguiram trazer o trabalho para perto de casa com a TudoNosso: agora é tudo deles.

“Precisamos de uma população que aprenda a discutir, que saiba reclamar. A solução de ontem não vale hoje”

- 21 de dezembro de 2017
Martha Gabriel é escritora e palestrante especialista em marketing digital e inovação.

Como a Hive aposta em tecnologia, em vez de “insights” criativos, para fazer o marketing funcionar

- 26 de outubro de 2017
6688 6 0
Mitikazu Lisboa, o Miti, fala sobre as dificuldades de tentar estar sempre à frente do mercado e conta como sua desenvolvedora de games virou uma agência que é referência em marketing digital.