SPONSORS:

Babygram, um app para armazenar e revelar fotos de bebês

- 9 de dezembro de 2015

Nome:
Babygram.

O que faz:
É um aplicativo mobile, pensado para as mães de bebês, que envia fotos tiradas no smartphone para revelação. As fotos são impressas, em papel fotográfico, no tamanho 10 por 15 centímetros e entregues em até 10 dias.

Que problema resolve:
O app ajuda os pais a organizarem as fotos dos filhos. A proposta é evitar que elas se percam se aparelho quebrar, ou a se memória não comportá-las mais.

O que o torna especial:
Além de mandar as fotos para revelação, o serviço faz o upload dos arquivos e os armazena na nuvem, permitindo que os pais tenham uma linha do tempo dos filhos em uma espécie de rede social.

Modelo de negócio:
A monetização do aplicativo vem da revelação de fotos avulsas ou através de planos de assinatura , com entrega em todo o Brasil. As mães que quiserem utilizar apenas a funcionalidade de guardar e organizar as fotos do filho podem optar pela assinatura gratuita. Cada foto custa 45 centavos para ser revelada e entregue em casa.

Fundação:
Abril de 2013.

Sócios:
Rafael Menezes – CEO
Guilherme Varela – Desenvolvedor Web
Rafael Bacelar – Desenvolvedor Mobile
Victor Sanches – Designer e UX

Perfil dos fundadores:

Rafael Menezes – 36 anos, Rio de Janeiro (RJ) – formado em Engenharia de Produção pela PUC-Rio. Trabalhou por oito anos no mercado financeiro, atuando com fusões e aquisições.

Guilherme Varela – 35 anos, Rio de Janeiro (RJ) – formado em Engenharia Elétrica pela PUC-Rio. Também trabalhou pelo mesmo período no mercado financeiro, no qual desenvolvia modelos matemáticos para derivativos.

Rafael Bacelar – 28 anos, Rio de Janeiro (RJ) – formado em Sistemas da Informação pela PUC-Rio. É analista de sistemas e atuou no mercado financeiro durante seis anos. Trabalhou na Risk Control e na Polo Capital.

Victor Sanches – 22 anos, Rio de Janeiro (RJ) – formado em Design Gráfico pela Universidade Veiga de Almeida.  É fundador da PontoLab e designer de produto na Camaleão.

Como surgiu:
A empresa partiu de uma iniciativa dos sócios, que se conheciam da faculdade. No início, ela era conhecida como Dona Cegonha, e só produzia livros online de bebês, com uma versão apenas para web. Depois de fazer algumas entrevistas com as mães para validar a proposta, os sócios perceberam que elas gostavam mais de fotos impressas, e só não revelavam as que tinham no meio digital por falta de tempo e organização. “Então decidimos mergulhar na missão de simplificar a vida da mãe, ajudando elas a guardarem as fotos com segurança e receberem essas fotos em casa”, diz Rafael.

Estágio atual:
A startup tem uma base com 20 mil usuários, que já reveleram mais de 140 mil fotos pelo aplicativo. O escritório fica em um coworking do Startup Rio, no Rio de Janeiro.

Aceleração:
Foram acelerados pela Techmall, de Belo Horizonte.

Investimento recebido:
Apenas investimento próprio até agora. O valor não foi informado.

Necessidade de investimento:
A empresa tem planos de buscar um investimento de 450 mil reais.

Mercado e concorrentes:
A aposta da empresa está na facilidade dos pais tirarem fotos dos filhos por smartphones e câmeras semi-profissionais, que hoje são mais acessíveis. Entre os aplicativos que também oferecem serviço de revelação e entrega de fotos estão o RevelaWeb e Photopost, ambos com propostas mais abrangentes, sem foco em fotos de bebês.

Maiores desafios:
Os principais objetivos da empresa são: aumentar a base de usuários e oferecer uma variedade maior de produtos fotográficos.

Faturamento:
Não informado.

Previsão de break-even:
Dentro dos próximos seis meses.

Visão de futuro:
“Queremos oferecer a melhor experiência para mães e pais guardarem, organizarem e revelarem as fotos dos seus filhos”, diz Rafael.

Onde encontrar:
Site
Contato

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

3190 Total Views 1 Views Today
Veja também:
Liberdade à flor da pele
- 25 de novembro de 2015

Como a SambaPix fez do excesso de fotos que colocamos nas redes sociais uma oportunidade de negócios

- 9 de novembro de 2015