SPONSORS:

Como o estúdio All Dubbing descobriu um novo nicho para superar a concorrência

- 11 de outubro de 2019
“Revendo novos modelos de mercado percebemos que precisávamos seguir um novo caminho, inserindo o trabalho de Acessibilidade Completa", explica Ana Lucia.

 

A All Dubbing é um estúdio de dublagem, tradução e mixagem de filmes, séries, novelas e documentários. “Eu trabalhei por mais de 5 anos no mercado de dublagem na empresa Herbert Richers S/A, como diretora administrativa e financeira, e foi ali que adquiri grande conhecimento na área. Em 2014 fundei a All Dubbing com recursos próprios, aproveitando o bom momento do mercado de dublagem”, conta a empreendedora Ana Lucia Motta.

Os desafios: Diante do crescimento no número de telespectadores com baixo nível de escolaridade, as distribuidoras aumentaram a oferta de filmes dublados e houve um aquecimento em toda a cadeia de serviços do setor. “Mas apesar de minha experiência anterior e do crescimento do mercado, tivemos muita dificuldade de posicionamento. Existiam 17 estúdios de dublagem no Rio de Janeiro e em São Paulo, mais de 25. Ou seja, concorríamos com mais de 42 estúdios. E além da concorrência com esses estúdios, a All Dubbing enfrentava o obstáculo de ser uma estreante no mercado”. Para a empresa conseguir se posicionar e crescer dentro do seu segmento, era preciso proporcionar um serviço de qualidade e diferenciado, que atendesse a uma nova demanda”.

As soluções: “Revendo novos modelos de mercado percebemos que precisávamos seguir um novo caminho, inserindo o trabalho de Acessibilidade Completa. Já fornecíamos audiodescrição em pequena escala, mas decidimos inserir, também, a Libras (a Língua Brasileira de Sinais utilizada por pessoas com deficiência auditiva, para a comunicação entre elas e os outros), Audiodescrição e Legendagem Descritiva em qualquer projeto audiovisual”, lembra a empreendedora. Reformamos o estúdio de dublagem para que fosse capaz de fornecer aos clientes o novo serviço, atingindo assim todo mercado de produções nacionais. Em janeiro de 2019, descobrimos o mercado de acessibilidade ao vivo, levando a Libras e Autodescrição para eventos como palestras, shows, mostras culturais, teatros e cinema. Hoje a All Dubbing está no mercado da acessibilidade ao vivo, como a empresa que mais fez projeto neste ano entre eles: Carnaval na Sapucaí, Rio2c, RHRio, Anima Mundi, GameXP, Bienal 2019, diversas mostras culturais no CCBB, CAIXA CULTURAL e Museu do Amanhã e até no Rock in Rio 2019.

“A inserção da acessibilidade aumentou em 50% o faturamento da empresa, além de suprir a sazonalidade dos projetos de dublagem e dar mais visibilidade ao estúdio. Chegamos a ganhar o Oscar da Dublagem, um prêmio criado pelos fãs, como o melhor estúdio do Brasil de anime de 2018”, conta Ana Lúcia.

 

Esta matéria  pode ser encontrada no Itaú Mulher Empreendedora, uma plataforma feita para mulheres que acreditam nos seus sonhos. Não deixe de conferir (e se inspirar)!

 

 

 

 

 

1795 Total Views 9 Views Today
Veja também:

A demissão a transformou em uma ativista: Patrícia Zaidan é o Retrato da semana!

- 11 de outubro de 2019