SPONSORS:

Descarte Legal cuida de resíduos gerados por empresas

- 18 de setembro de 2015

Nome:
Descarte Legal.

O que faz:
Automatiza o gerenciamento de resíduos sólidos gerados por empresas por meio de uma plataforma online que orienta o cliente no passo a passo de negociação e fechamento de contratos com transportadores e receptoras desse lixo.

Que problema resolve:
Facilita o trabalho de empresas que são obrigadas por lei a ter um processo dentro da lei ao destinar os resíduos sólidos que gera.

O que torna especial:
A plataforma tem um sistema de negociação onde as empresas geradoras de resíduos recebem propostas de receptoras e transportadoras que tenham condições mais favoráveis para fechar parcerias. Eles são responsáveis por conectar as empresas que produzem e recebem esses resíduos, checar a idoneidade dos processos de ambas e oferecer acompanhamento legal de todos os processos.

Modelo de negócio:
Tem três formas de monetização. A primeira é comissionamento por negociação realizada. A segunda vem da consultoria prestada a empresas, com análises quantitativas e qualitativas para redução de custos relacionadas ao destino dado ao lixo. A terceira, que será implementada em novembro, é uma mensalidade da comercialização do software de gerenciamento de resíduos.

Fundação:
Outubro de 2014

Sócios:

João Pedro Silva Procópio – CEO
Pedro Loures Mendes de Souza – Diretor Administrativo
Michel La Guardia – Desenvolvedor

Perfil dos fundadores:

João Pedro Silva Procópio – 28 anos, Belo Horizonte (MG) – formado em Engenharia Ambiental pela FUMEC e Segurança do Trabalho pela PUC-MG. É especialista em Gestão de Projetos, atua na área de Meio Ambiente há oito anos, trabalhou durante três anos na regularização ambiental do governo mineiro, em duas consultorias ambientais.

Pedro Loures Mendes de Souza – 36 anos, Pouso Alegre (MG) – é advogado formado pela Faculdade de Direito do Sul de Minas, cursou Ciência da Computação e se formou Mestre em Administração pela FUMEC. Trabalhou como advogado e coordenador do sistema acadêmico e banco de dados da instituição.

Estágio atual:
Hoje atuam dentro da aceleradora Techmall, em Belo Horizonte.

Aceleração:
Foram acelerados pela Techmall.

Investimento recebido:
Além da Techmall, receberam investimento da Startup Brasil e SebraeTec.

Necessidade de investimento:
Buscam investidores estratégicos que se identifique.

Mercado e concorrentes:
Atuam em um mercado que possui mais de 2 milhões de clientes potenciais no Brasil. Entre os concorrentes, se destacem a Bolsas de Resíduo e a plataforma B2Blue.

Maiores desafios:
Concluir o desenvolvimento do software de gerenciamento e realizar um projeto de expansão.

Faturamento:
Não informado.

Previsão de break-even:
Não há previsão.

Visão de futuro:
Quer atuar em todo os estados do Brasil e popularizar seu software de gerenciamento de resíduos sólidos.

Onde encontrar:
Site

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

4039 Total Views 2 Views Today
Veja também:

O M.A.S.S.AL.A.S recolhe e composta o lixo orgânico de casas e empresas da região metropolitana de BH

- 29 de agosto de 2019

A Casa Causa ajuda pequenas e médias empresas a trilhar o caminho do “Lixo Zero”

- 19 de junho de 2019

A Ecochain impulsiona a reciclagem no interior de São Paulo com uso do blockchain

- 7 de maio de 2019