Eqseed, uma plataforma de financiamento colaborativo | Acelerados | Projeto Draft


SPONSORS:

Eqseed, uma plataforma de financiamento colaborativo para startups

- 30 de novembro de 2015

Nome:
EqSeed.

O que faz:
É uma plataforma de equity crowdfunding (financiamento colaborativo) onde os usuários podem conhecer e investir em startups brasileiras.

Que problema resolve:
O investidor tem acesso e pode investir em empresas nascentes com projetos com potencial. Já as startups podem oferecer uma parte da sua participação societária em troca de aporte financeiro dos investidores para implementar seus planos de negócio.

O que a torna especial:
É um site didático, sem taxas para utilização.

Modelo de negócio:
A EqSeed lucra quando a empresa consegue realizar sua captação e quando o investidor realizar lucro. As porcentagens são variáveis. 

Fundação:
Fevereiro 2014.

Sócios:
Greg Kelly – Co-fundador
Brian Begnoche – Co-fundador

Perfil dos fundadores:

Greg Kelly – 29 anos, Leeds (Reino Unido) – é matemático e formado pela Universidade de Nottingham, na Inglaterra. Trabalhou no Lloyds Bank Londrino como Diretor Associado. Greg mudou-se para o Rio de Janeiro com a esposa em 2014.

Brian Begnoche – 31 anos, Manhattan (Kansas, EUA) – economista e formado pela Rockhurst University nos Estados Unidos. Trabalhou com marketing e educação.

Como surgiu:
Em 2010, Greg Kelly trabalhava em Londres em um banco de investimento, e acompanhou o surgimento do equity crowdfunding na cena de investimento em plena crise econômica na Inglaterra. Pouco tempo depois, casou-se com uma brasileira e veio morar no Rio de Janeiro. Aqui, conheceu o economista norte-americano Brian Begnoche e ambos entenderam que o mercado de equity-crowdfunding tinha grande potencial no atual cenário brasileiro.

Estágio atual:
A empresa tem um escritório em Ipanema, no Rio de Janeiro. Atualmente, a equipe consiste em três pessoas, além de assessores jurídicos e de marketing, e parceiros de tecnologia.

Aceleração:
Não buscam.

Investimento recebido:
Não informado.

Necessidade de investimento:
Há planos de buscar investimento, por meio da própria plataforma, em 2016.

Mercado e concorrentes:
Greg diz que vê muitos brasileiros recém-formados saindo das universidades com um alto nível de ensino e capacidade, com vontade de criar novos produtos e serviços com a própria empresa. Ele diz: “Temos uma cultura de investimento de curto prazo e renda variável, mas o investidor astuto está procurando diversificação da sua carteira de investimento”. Entre os concorrentes brasileiros da empresa estão a Broota e Startmeup, cada uma com modelos distintos.

Maiores desafios:
Os sócios dizem que, como qualquer produto novo, especialmente de investimento, existe a necessidade de educação do mercado e o fornecimento de informações claras e fáceis de entender.

Faturamento:
Não informado.

Previsão de break-even:
Não informada.

Visão de futuro:
“Queremos apoiar o desenvolvimento da próxima geração do economia brasileira. Para qualquer pessoa  fazer parte das empresas que elas querem ver acontecer, compartilhando os sucessos futuros”, diz Greg.

Onde encontrar:
Site

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

Veja também: