SPONSORS:

Este é um espaço para que Drafters como você publiquem no Draft. Escreva, leia, discuta.

“Se eu, que tenho o privilégio de escolher, não começar a construir o mundo que acredito, quem vai?”

- 12 de janeiro de 2018
Ana Julia Ghirello como foi a transição de executiva na OLX para se mergulhar na incerteza e na paixão de trabalhar em uma aceleradora de negócios sociais.

“É lá, no fundo do poço, que a gente aprende a reconstruir a vida usando somente o necessário”

- 5 de janeiro de 2018
Renan Quevedo pediu demissão e partiu para uma viagem pelas estradas do Brasil em busca de artistas populares. Na foto, ao lado de uma obra de Vieira, da Ilha do Ferro (AL).

“Tive que sacrificar minha segurança e boiar por aí no vazio, até me encontrar em um novo setor”

- 29 de dezembro de 2017
Fernanda Véga não amava o trabalho mas estava satisfeita com ele. Até que a crise do setor petroleiro lhe deu uma rasteira. Demitida, sem grana, deprimida, ela conta como se reergueu.

“Tenho uma doença mental, mas ela não me define. Sou muito mais que meu transtorno bipolar”

- 22 de dezembro de 2017
Dyene Galantini convive há dez anos com uma doença mental. Ela teve a sorte de receber o tratamento e apoio familiar e social que, hoje, ela quer fazer chegar aos menos privilegiados.

“Cinco lições – de vida e de negócios – que aprendi conversando com 150 pessoas admiráveis”

- 15 de dezembro de 2017
Alexandre Waclawovsky, o Wacla, compartilha o que aprendeu em 150 conversar com CEOs e empresários que admira. É mais simples do que parece.

“Passei a vida usando atalhos para evitar me comunicar quando, na verdade, eu buscava justamente o contrário”

- 8 de dezembro de 2017
Daniel Pires é gago. Neste artigo, ele conta como sua vida pessoal e profissional mudou quando ele aprendeu que era possível conviver com o "seu maior ponto fraco" e, ainda assim, seguir em frente.