SPONSORS:

Natura: inovação segura e produtos com eficácia comprovada

- 12 de novembro de 2018

Os produtos Natura têm uma relação íntima com a pele dos consumidores. São anos de contato direto – limpando, hidratando, perfumando. Mas essa relação foi construída gradualmente, e para que isso acontecesse, foi necessário o desenvolvimento de tecnologias essenciais na garantia de sua eficácia e proteção contra possíveis efeitos indesejados.

Para a Natura, segurança é coisa séria. A empresa exige que todos os produtos que chegam às mãos das consultoras, às prateleiras das lojas e às casas dos consumidores estejam em conformidade com rígidos protocolos, dermatológicos e oftalmológicos, para que não haja dúvidas a respeito de sua segurança – e de que eles nunca causarão qualquer tipo de irritação ou sensações de desconforto.

Além disso, os “claims” dos produtos, isto é, os benefícios em destaque na hora de divulgar cada uma das linhas – são provenientes de exaustivos estudos clínicos e instrumentais realizados em laboratórios de alta tecnologia, comprovando os efeitos das fórmulas, como o potencial de remoção de sujidade/resíduos da pele, por exemplo. Com esse domínio científico, a Natura garante a transparência no processo de desenvolvimento, alcançando os resultados prometidos e, ao mesmo tempo, a satisfação dos usuários.

Tecnologias para segurança de produtos e um minucioso processo de aprovação das inovações são parte fundamental no processo de inovação. O caso da Água Micelar Purificante de Natura Chronos traz um bom exemplo de como isso ocorre.

Durante o processo de avaliação de segurança, a Natura utiliza estratégias integradas com diferentes testes, que permitem avaliar se um novo ingrediente é seguro e eficaz nas condições de uso dos produtos. São utilizadas ferramentas in silico (softwares capazes de predizer riscos relacionados à alergia ou problemas sistêmicos), modelos 3D de pele ou córnea equivalentes, técnicas de avaliação em larga escala com uso de biologia computacional, que permite identificar a vocação dos ingredientes. O produto final é formado pela combinação de diversos ingredientes, estudados individualmente em um processo chamado de avalição de risco. Concluídas as etapas acima, uma vez que os ingredientes e a formulação são considerados seguros, segue-se com estudos clínicos em voluntários humanos para confirmar sua segurança.

Estes estudos são realizados através de métodos cientificamente válidos com acompanhamento de médicos especialistas (dermatologistas e oftalmologistas), visando a comprovação da compatibilidade, aceitabilidade do produto com a pele em condições de uso, atendendo aos princípios de ética em pesquisa envolvendo seres humanos conforme a Declaração de Helsinki, as Boas Práticas Clínicas descritas no Documentos das Américas de 2005 e a Resolução 466/2012 do Ministério da Saúde (Publicada em 13 de junho de 2013). Com a obtenção de resultados satisfatórios, os produtos são registrados junto à ANVISA para comercialização.

Após passar por essas diferentes etapas e critérios de avaliação, a Água Micelar Purificante de Natura Chronos pôde ser oferecida pensando na máxima eficácia e segurança ao consumidor. Fornecendo uma formulação que garante a limpeza da pele sem agredir, a ação demaquilante e o cuidado da pele, pois ainda promove hidratação – imediata e prolongada – e contém um ativo que protege as fibras de colágeno e elastina, as quais garantem a elasticidade da pele.

Essa matéria pode ser encontrada no portal Natura Campus. Confira o site para ficar por dentro do que acontece no mundo da inovação cosmética.

 

6271 Total Views 6 Views Today
Veja também:

“Por que não recuperar a imagem do Rio para que a cidade se torne um polo de programadores?”

- 17 de outubro de 2019