SPONSORS:

O case da inCast: um marketplace para profissionais do entretenimento

- 30 de junho de 2016
A ex-modelo Vera Kopp, CEO da inCast: cerca de 17 mil profissionais cadastrados na plataforma

 

Vera Kopp morou por mais de 15 anos em Los Angeles, trabalhando como modelo para uma das maiores agências do mundo, a Ford Models. Ali, descobriu alguns sites locais de postagem de vagas para os quais as agências enviavam seu perfil, fechando muitos trabalhos pelo mundo. “Durante minhas idas e vindas ao Brasil, percebi que não tínhamos nada semelhante e ágil como há lá para conectar profissionais criativos e empresas com oportunidades de trabalho. Havia me formado em Business Management na Universidade Estadual da Califórnia e, com esta oportunidade na cabeça, desenvolvi o business plan da inCast. Enviei ao Startup Rio, que acolheu a ideia.”

O que a inCast faz

A inCast é um marketplace para profissionais da área de comunicação: modelos, atores, produtores, editores, designers e músicos. A primeira plataforma que permite a publicação de perfis e vagas facilitando o encontro e a avaliação por meio de uma busca avançada por característica física ou habilidade técnica. O acesso é totalmente gratuito. Para concorrer a vagas Premium, é necessário um upgrade da conta, por apenas R$ 49 por mês, com acesso ilimitado. A inCast, como o segmento em que atua, não para. “A novidade do momento é o lançamento do perfil empresa em que empresas poderão oferecer serviços de produção, eventos, criação de conteúdo em geral no mercado brasileiro e no exterior”, conta Vera.

Nicho promissor

A Economia Criativa é um grande mercado no Brasil. “São mais de 11 milhões de profissionais, o que representa 8,5% da mão de obra brasileira. O mercado é bem carente de uma plataforma para intermediar e gerenciar contratações. Ajudamos a encontrar profissionais com habilidade especifica e criamos a conexão entre eles e as empresas”, destaca. Apesar da demanda ser real, como todo empreendimento, o começo não foi fácil. “A principal dificuldade foi o desenvolvimento tecnológico, pois eu não entendia nada do assunto. A falta de um sócio CTO (Chief Technology Officer) logo de início dificultou o processo. Além disso, o mercado é bem segregado e os que estão de fora encontram uma barreira muito forte para entrar. Algumas pessoas demonstraram receio de que pudéssemos destruir as agências ou produtores de elenco, já que a proposta da nossa ferramenta é auxiliar a rápida contratação do dia a dia de produção”, conta.

A performance da inCast, no entanto, tem mostrado que não pretende ser um concorrente às agências e produtores de elenco e, sim, uma aliada cujo objetivo é fortificar a qualidade das contratações e avaliações dos profissionais e das empresas que compõem toda a economia criativa composta pelas áreas da TV, Cinema, Publicidade, Eventos, Design, Música. “Já passamos pelo período de validação do MVP (Produto Mínimo Viável), construção da equipe, e agora estamos na finalização do desenvolvimento da nova plataforma. Hoje meus maiores desafios são financeiros: captar recursos para crescer”, diz.

A pressa é inimiga da perfeição

Persistência e paciência foram indispensáveis ao longo do desenvolvimento do projeto. “Nossa plataforma Beta esteve bem lenta por muito tempo, com muitos bugs, impedindo nosso crescimento. O desafio foi desenvolver uma nova plataforma a partir do zero, trazendo ferramentas essenciais para a viabilidade da inCast. Foi difícil encontrar a equipe certa, principalmente com poucos recursos. Por outro lado foi a oportunidade de aprender a cuidar do desenvolvimento da nova plataforma com cautelosa, em busca da perfeição”, diz. A inCast contou também com o Startup Rio para impulsionar a ideia. “Participamos do primeiro Google Launch Pad no Brasil, e do Inovativa Brasil 2015, e também fomos finalistas da primeira competição do Girls in Tech Brasil. Foram muitas conquistas em tão pouco tempo. Hoje a inCast conta com cerca de 17 mil profissionais cadastrados na plataforma”, conta.

Posicionamento no mercado

A estratégia adotada para aquisição de usuários tem sido o Facebook, através de grupos e divulgações. Como estratégia corporativa, a inCast tem tido o importante cuidado de estar no meio, saber quem é quem e participar de eventos do círculo de Startups. No dia a dia não abre mão de manter um relacionamento mais pessoal com os clientes. Vera reconhece que a plataforma é pioneira no segmento e sabe que esta posição é vantajosa, principalmente em termos de competição. “Mas para ganhar forças temos que aproveitar a oportunidade e inovar rapidamente, antes que outras empresas entrem no mercado. Queremos crescer, conquistar o mercado brasileiro e levar nossa tecnologia para nossos parceiros nos EUA”.

 

Para saber mais:

Incast: www.incast.com.br
O que faz: Plataforma de conexão para empresas, artistas e profissionais de publicidade, cinema, TV, rádio e eventos.
Sócio(s): Vera Kopp CEO, Gary Guseinov CMO e Sérgio Miziara.
Funcionários: 3
Sede: Rua Estados Unidos 2174, Jardins, SP
Início das atividades: Janeiro/ 2015
Contato: contato@incast.com.br

 

Esta matéria pode ser encontrada no Itaú Mulher Empreendedora, uma plataforma feita para mulheres que acreditam nos seus sonhos. Não deixe de conferir (e se inspirar)!

 

draft-banner-2

 

Veja também: