SPONSORS:

Como a Sampa Housing traz um novo conceito em hospedagem para estrangeiros

- 24 de setembro de 2015
Liliana Ferrarese enxergou um nicho no serviço de locação de apartamentos mobiliados para estrangeiros

 

A ideia de investir em um segmento até então pouco conhecido no Brasil nasceu quando Liliana Ferrarese, sócia-fundadora da empresa, percebeu o quanto burocrático e difícil era para um estrangeiro alugar um apartamento por aqui.

“Morei no exterior durante muitos anos, e neste período, vivi em apartamentos corporativos que vinham completamente mobiliados, lá fora este sistema de locação é comum. Quando voltei, muitos amigos estrangeiros me pediam indicação de apartamentos semelhantes para se hospedarem, e encontravam com uma série de dificuldades: barreira do idioma, o tempo mínimo de 30 meses para o contrato e exigência de um fiador, por exemplo”, diz Liliana.

Para preencher esta lacuna no setor, em 2010 ela criou a Sampa Housing, uma “plataforma digital humanizada” que disponibiliza on line serviços de locação de apartamentos mobiliados, em diferentes locais, por períodos diversos, de forma ágil e sem burocracias. “Além disso, agregamos serviços de hotelaria, como check-in e check-out em multi-idiomas, concierge, equipe de limpeza e welcome reception para proporcionar aos hóspedes um ambiente de home away from home”, conta.

O sucesso da empresa se deve à facilidade que leva aos seus clientes, atuando em duas frentes. De um lado, oferece atrativos para os locatários, ajudando-os no que eles necessitam. De outro, atrai os proprietários dos apartamentos, que encontram neste serviço uma fonte de renda a mais no mês, locando o imóvel desocupado.

 

Início desafiador
“Nos primeiros 3 anos da empresa éramos somente 2 pessoas, eu e o Alexandre, meu marido, e trabalhávamos home office. Fazíamos de tudo, site, vendas, marketing, manutenção dos apartamentos, visitas, mobiliávamos, e atendíamos aos clientes. Com o crescimento do negócio e com a minha gravidez, sentimos a necessidade de tomar a decisão mais difícil de todo o processo. Continuar pequeno ou montar uma equipe e finalmente crescer? Acreditávamos no potencial do negócio e decidimos encarar o desafio e dar mais um passo em direção ao crescimento”, diz.

 

Para saber quais estratégias Liliana adotou para crescer de forma sustentável, as inovações que forma implementadas no negócio e muito mais, acesse a matéria completa
no Itaú Mulher Empreendedora, uma plataforma feita para mulheres que acreditam nos seus sonhos. Não deixe de conferir (e se inspirar)!

 

 

draft-banner-2

Veja também: