SPONSORS:

O My Staff conecta prestadores de serviço a bares, restaurantes e eventos

- 14 de dezembro de 2018

Nome:
My Staff.

O que faz:
É um app que conecta prestadores de serviço a bares, restaurantes e eventos, levando em conta a localização do estabelecimento e do candidato. A contratação é avulsa e sem vínculo empregatício, podendo inclusive acontecer “de última hora”.

Que problema resolve:
Para quem contrata, resolve as necessidades emergenciais na busca de funcionários, além de otimizar tempo nas contratações em larga escala para eventos de grande porte. Para bartenders, cozinheiros, garçons, recepcionistas e auxiliares de limpeza é uma maneira de encontrar vagas ou “bicos” com mais facilidade.

O que a torna especial:
Segundo o fundador, o diferencial do app é a facilidade para o contratante de encontrar, a qualquer momento, um prestador de serviço que esteja na mesma região do estabelecimento ou local de evento.

Modelo de negócio:
O My Staff cobra do contratante uma taxa de 16% (mais 2 reais sobre o valor combinado com o prestador de serviço).

Fundação:
Setembro de 2018.

Sócio:
Fernando Gaudio — Fundador

Perfil do fundador:

Fernando Gaudio — 41 anos, São Paulo (SP) — é mestre em Hotelaria e Turismo pelo London College. Tem passagem por empresas como The Naval and Military Club (Londres), Tequila Patrón, Heineken, Philip Morris e Casa Flora.

Como surgiu:
Fernando conta que morou dez anos em Londres, onde trabalhou como garçom, chefe de cozinha e em outros ofícios, até chegar à posição de gerente de hotel.  “De volta ao Brasil, continuei em contato com bares, restaurantes e baladas em São Paulo, o que me fez enxergar a falta de comprometimento de funcionários e como as necessidades emergenciais de contratações constantes afetam diretamente a qualidade de atendimento ao consumidor”, diz. A partir dessa visão, decidiu criar o negócio.

Estágio atual:
A startup conta com 17 integrantes na equipe e mais de mil cadastros em menos de três meses de operação.

Aceleração:
Não teve.

Investimento recebido:
O empreendedor investiu 130 mil reais de recursos  próprio na empresa.

Necessidade de investimento:
Não busca investimento.

Mercado e concorrentes:
“Existem cerca de um milhão de estabelecimentos como bares, restaurantes e afins que, juntos, empregam diretamente seis milhões de brasileiros. Isso representa cerca de 8% dos empregados do Brasil e 2,7% do PIB nacional, segundo a ABRASEL (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes)”, fala Fernando. Ele diz que existem outros aplicativos direcionados à prestação de serviços, mas nenhum especifico para a área em que atua.

Maiores desafios:
“Mostrar que essa ferramenta irá facilitar a vida dos contratantes e contratados, elevando, também, a qualidade de prestação serviços, com histórico de classificações e notas disponíveis no app”, conta o fundador.

Faturamento:
Não informado.

Previsão de break-even:
2020.

Visão de futuro:
“Queremos internacionalizar a plataforma”, diz Fernando.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho, mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

1776 Total Views 4 Views Today
Veja também: