SPONSORS:

A Peer2Beer conecta produtores, especialistas e apreciadores de cervejas artesanais

- 19 de fevereiro de 2018

Nome:
Peer2Beer.

O que faz:
É um aplicativo para conectar produtores, especialistas e apreciadores de cervejas artesanais.

Que problema resolve:
A startup fomenta o mercado através da capacitação e aprimoramento do”elo mais fraco da cadeia”, o cervejeiro caseiro.

O que a torna especial:
De acordo com os fundadores, a plataforma oferece descontos em equipamentos, insumos e cursos para os cervejeiros amadores (panelinhas) e torna mais acessível o contato do público com cervejas inovadoras e exclusivas. Além disso, os melhores cervejeiros avaliados dentro do app têm a chance de ter sua bebida produzida em uma cervejaria cigana e circulando no mercado.

Modelo de negócio:
Os panelinhas não têm custo algum além do investimento com os insumos, garrafas, tampinhas e o tempo de fazer a cerveja. Dos avaliadores é cobrada uma taxa de 59 reais pelo kit degustação com quatro garrafas das cervejas experimentais apoiadas.

Fundação:
Janeiro de 2018.

Sócios:
Vitor Criscuolo — CEO
Daniela Garrido — CMO

Perfil dos fundadores:

Vitor Criscuolo — 34 anos, São Paulo (SP) — é formado em Design e pós-graduado em Marketing. Tem passagem por empresas como Ibope, TNS, Ipsos, O Boticário e Natura. É o cofundador da Fraiche ( solução que busca promover a alimentação saudável em vending machines) e da Íris (plataforma para terapeutas que trata fobias por intermédio da realidade virtual).

Daniela Garrido — 29 anos, Ribeirão Preto (SP) — é formada em Propaganda e Marketing pela ESPM e pós-graduada em Branding pela Business School SP e Marketing Digital pela Udacity. Iniciou sua formação como sommelier em 2015 e já realizou diversos cursos na área, como Mestre em Estilos de Cerveja e Especialização em Harmonização de Cervejas, ambos no Instituto da Cerveja Brasil (ICB). Trabalhou na cervejaria Bamberg e foi embaixadora da marca WayBeer.

Como surgiu:
Cientes das dificuldades enfrentadas pelos cervejeiros caseiros para conseguir uma escala de produção e comercializar seus produtos (barreiras burocráticas, tributárias, alto investimento e baixo retorno), os sócios decidiram criar  uma plataforma de aprimoramento para esses produtores. O projeto teve apoio da Questtonó, pioneira na atuação de Venture Design no Brasil.

Estágio atual:
A plataforma já conta com mais de 1 500 avaliadores cadastrados e já ultrapassou os 500 panelinhas.

Aceleração:
Os sócios pretendem buscar aceleração no segundo semestre deste ano.

Investimento recebido:
Os sócios investiram 90 mil reais do próprio bolso no negócio.

Necessidade de investimento:
Os empreendedores ainda estudam a possibilidade.

Mercado e concorrentes:
“O mercado de cervejas artesanais está em expansão. No Brasil, representa cerca de 0,5% do mercado total e a produção gira em torno de 14 bilhões de litros ano”, diz Vitor. Ele afirma que ainda não existem concorrentes por aqui e em outros países.

Maiores desafios:
“Nossa maior dificuldade atualmente é logística, por isso estamos atuando inicialmente apenas no estado de São Paulo, pretendendo expandir para mais cinco estados até o final do primeiro semestre deste ano”, conta o CEO.

Faturamento:
Não informado.

Previsão de break-even:
2019.

Visão de futuro:
“Queremos democratizar e profissionalizar a comunidade cervejeira e disseminar cada vez mais a cerveja artesanal”, diz Vitor.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

Mas, se você tem uma ideia e ainda não sabe como estruturá-la em uma estratégia de negócios, escreva para mentoria@projetodraft.com e conheça nosso novo serviço de Mentoria.

Veja também:

“Tive que sacrificar minha segurança e boiar por aí no vazio, até me encontrar em um novo setor”

- 29 de dezembro de 2017
Fernanda Véga não amava o trabalho mas estava satisfeita com ele. Até que a crise do setor petroleiro lhe deu uma rasteira. Demitida, sem grana, deprimida, ela conta como se reergueu.

“Aos 40, minha vida mudou. As oportunidades estão em lugares que nem imaginamos, basta prestar atenção”

- 14 de julho de 2017
Flavio Cremonesi, o Limonada, conta como sua vida mudou ao chegar aos 40 anos.

Não é nem pivotar: a Brewcicleta passou por uma reviravolta em que só restaram o nome – e as cervejas

- 8 de junho de 2017
3301 2 0
Em novo cenário, os fundadores da Brewcicleta repetem a foto para o Draft: Leo e Mari (de cabelo novo) com o gato Haroldo e sua nova companheira, Mafalda (foto: Felipe Scapino).

A Perro Libre amadurece: enxugou a estrutura, reviu seu modelo e acaba de abrir a primeira loja

- 25 de maio de 2017
7077 4 0

Wäls: de cervejaria familiar premiada a menina dos olhos da Ambev, que a comprou. Como lidar?

- 7 de julho de 2016