SPONSORS:

“Queria aplicar em um negócio próprio os aprendizados que obtive no ambiente corporativo”

- 10 de outubro de 2019
"Tinha consciência de que estaria trocando todos os benefícios que tinha na época, como executiva, para começar do início, como empreendedora", conta Luciana.

 

Luciana Carmo tem consciência do quanto foi privilegiada, desde a infância. “Meu pais eram humildes, mas sempre acreditaram no poder da educação e das relações pessoais. Com 5 anos fui alfabetizada em casa, com 10 estava numa escola de inglês e com 12 fui matriculada numa escola de computação. Em paralelo também era atleta de natação, o que trouxe um senso de disciplina e processo muito forte para a minha carreira empreendedora”, lembra. Adulta, formou-se em Administração de Empresas e fez diversos cursos internacionais, como o de Excelência em Serviços na Disney. Construiu uma carreira sólida como executiva, até que decidiu empreender. “Queria aplicar em um negócio próprio os resultados e experiência que tinha obtido ao longo da minha vida profissional no ambiente corporativo”.

O que você fazia antes de empreender?

Minha carreira foi desenvolvida no mercado financeiro. Iniciei no setor administrativo e depois fui executiva na área comercial. Mas quando decidi empreender fiz uma transição planejada, tanto financeira quanto pessoalmente. Tinha consciência de que estaria trocando todos os benefícios que tinha na época, como executiva, para começar do início, como empreendedora.

Como nasceu a WE Viagens e Eventos?

A WE nasceu há oito anos. Conquistamos nosso primeiro cliente com o projeto de uma viagem técnica ao Arizona, para o desenvolvimento de empresários do setor de agronegócios, visitando fazendas, feira e conhecendo o sistema americano de irrigação e melhores práticas no setor. Aos poucos, meu desejo de desenvolver um negócio que proporcionasse aos clientes viagens e novas experiências aliadas à expansão do conhecimento foi se concretizando.

Como funciona o negócio?  

Na WE cada projeto é desenvolvido conjuntamente por nós e nossos clientes. Oferecemos um serviço customizado, atuando na curadoria de viagens para empresas que querem solidificar o relacionamento com os seus principais clientes e funcionários. Além disso, organizamos eventos corporativos e reuniões de conselhos e também executamos a curadoria de conteúdo para congressos.

Como é a sua atuação na empresa?

Atuo no desenvolvimento estratégico, nas relações comerciais, nas negociações com os clientes e fornecedores internacionais e na curadoria de conteúdo para as viagens, além de acompanhar as realizações destes projetos no exterior.

Quais estratégias têm dado melhor resultado nesta trajetória?

A personalização do nosso serviço. Atenção aos detalhes e criatividade para entregar aos nossos clientes as melhores soluções dentro do budget previsto.

Como foi participar do Aceleração 2018, programa promovido pelo Itaú Mulher Empreendedora?

Naquele momento a minha meta, como empresária, era realizar o planejamento para 2019 de uma forma mais estruturada. Ao participar do Aceleração eu pude validar e reconstruir meu plano de negócios com a orientação de professores da FGV e profissionais do mercado, aliando a prática ao conhecimento acadêmico.

Uma das coisas mais ricas que obtive foi o relacionamento e os laços de amizades que formei com os nossos professores e também com as amigas que conheci neste programa. Continuamos atuantes no grupo. Compartilhamos ideias, dicas e opiniões, vibramos juntas pelas conquistas de cada uma. Juntas nós prosperamos, pois nosso engajamento é motivado pela amizade e vontade de ver cada uma ultrapassando seus limites.

Foi a partir daí que surgiu a ideia de criar o Instituto Mulheres no Varejo?

Há 8 anos viajo o mundo visitando empresas, feiras, congressos de varejo e outros segmentos, e tenho acompanhado de perto o aumento das associações, grupos e reuniões de mulheres acontecendo em outros países. A participação feminina no mundo dos negócios é crescente. Conheci algumas empresárias brilhantes no Brasil e no mundo, mas o mercado empresarial brasileiro ainda é constituído, majoritariamente, por homens. Durante o Aceleração os professores da FGV nos lançaram um desafio: conseguir escalar um serviço que fosse customizado, pensando em parcerias, novos formatos de negócios e tecnologia. Eu já trabalhava com o varejo desde a fundação da WE Viagens e tinha um desejo de poder compartilhar muito mais deste aprendizado internacional aqui no Brasil. Visitei muitas empresas do varejo e vi empreendedoras realizando coisas bem legais. Durante o curso esta percepção de que havia uma oportunidade de construir algo aqui, inspirado pelas movimentações que já acompanhava no exterior, se solidificou.

Reunindo a experiência de estar num grupo de empreendedoras que tive a oportunidade de conhecer durante o Aceleração e ouvindo as suas dores, estruturei a ideia e em novembro apresentei no meu projeto de conclusão à ABMDV (Associação Brasileira das Mulheres do Varejo). O modelo proposto é parecido com o das startups, que pode ser escalonado pelo Brasil. A partir daí nasceu a empresa IMDV – Instituto Mulheres do Varejo.

O que é o Instituto Mulheres no Varejo?

Um dos propósitos do IMDV é conectar pessoas, compartilhando conhecimento. Uma empresa que tem como meta somar Associações, Indústrias, Universidades e Escolas ao redor das ações focadas no fomento e desenvolvimento do varejo brasileiro. Entre as nossas iniciativas temos a Pesquisa e Estudo sobre o Panorama das Mulheres do Varejo Brasileiro, a criação e desenvolvimento de um Programa de Aceleração para as empreendedoras do varejo, além de oferecermos serviços como palestras, curadoria de conteúdo para viagens técnicas, gestão de empresas familiares e formação de grupos estratégicos de varejo.

Na sua opinião, o que o empreendedorismo feminino tem de diferente?

A facilidade de conexão entre as pessoas, o comprometimento com os resultados, trazendo um olhar mais humano sobre as pessoas envolvidas em cada projeto e a determinação em seguir adiante para alcançar uma meta.

Qual seu maior objetivo?

Conseguir contribuir com o maior número possível de mulheres, mostrando para elas que é possível ter um sonho, transformá-lo em objetivo e atingir resultados. Sonho em transformar empresas em negócios que durem e que possam conectar mais pessoas.

Qual a sua maior conquista até aqui?

Vim de uma família humilde, meu pai foi eletricista industrial e minha mãe era dona de casa. Ela estudou depois de adulta e se formou em Direito aos 50 anos. Viajar de avião, por exemplo, era algo muito distante da realidade na qual eu nasci. Mas tive a oportunidade de viajar por 5 continentes e de realizar cursos em várias universidades pelo mundo. A minha maior conquista foi aprender com cada experiência que vivi, e continuar mantendo sempre acesa esta curiosidade pelo novo. Acredito que este seja um dos temperos do empreendedorismo: manter este desejo latente de descobrir, inventar, criar e transformar.

Qual é o seu sonho? O que ainda falta realizar?

Contribuir para que as próximas gerações possam vivenciar um ambiente em que a diversidade seja valorizada. Onde não haja distinções profissionais por cor, sexo ou outras classificações, onde a soma de pontos de vista diferentes leve a uma estratégia de sucesso. Que no futuro a valorização profissional se dê pela capacidade em contribuir, pelos laços fortalecidos e pelos resultados proporcionados durante a sua jornada.

Qual sua dica para quem está querendo empreender?

Crie o negócio com o olhar direcionado para o seu cliente, pesquise as suas dores. Faça diferença, trabalhe, estude e dedique-se para ser a melhor naquilo que você vai executar. Planeje cada passo, mantenha o foco no objetivo traçado. Construa um time, porque os negócios são feitos de pessoas para pessoas. Tenha coragem e determinação todos os dias para atingir seus resultados.

Quais seus planos para o futuro?  

Que a WE Viagens e Eventos seja reconhecida como a principal empresa de curadoria e realização de viagens técnicas com propósito de experiências, aprendizados e resultados do Brasil. E pretendo, também, solidificar o IMDV e vê-lo crescer através dos novos negócios que ainda vamos desenvolver.

Para saber mais:

WE Viagens e Eventos 

O que faz: Realiza viagens de incentivo, técnicas e eventos, transformando qualquer projeto em experiência.

Sócios: 2

Funcionários: 5

Sede: Avenida Angélica, 819, Higienópolis, SP.

Início das atividades: agosto /2011

Contato: [email protected] | [email protected]

IMDV – Instituto Mulheres do Varejo

Institutomulheresdovarejo.com.br

 

Esta matéria  pode ser encontrada no Itaú Mulher Empreendedora, uma plataforma feita para mulheres que acreditam nos seus sonhos. Não deixe de conferir (e se inspirar)!

 

 

 

1575 Total Views 5 Views Today
Veja também:

A demissão a transformou em uma ativista: Patrícia Zaidan é o Retrato da semana!

- 11 de outubro de 2019