SPONSORS:

Seleção Draft – CEOs velocistas

- 9 de maio de 2018
Existem três "catapultas" que impulsionam uma pessoa ao cargo de CEO de forma mais rápida.
Existem três "catapultas" que impulsionam uma pessoa ao cargo de CEO de forma mais rápida.

CEOs velocistas
O StartSe (link acima) reproduz um estudo publicado na Harvard Business Review Brasil que analisa o perfil de quem chegou à liderança mais rápido do que a média. Segundo o “Projeto Genoma do CEO”, os chamados “CEOs velocistas”, geralmente, são impulsionados por três “catapultas”: paciência para crescer (60% desempenharam uma função inferior em algum momento), salto de carreira em pouco tempo (cerca de 33% disseram sim às oportunidades mesmo quando elas pareciam impossíveis) e “herança de uma bagunça” (30 % assumiram o comando de equipes desestruturadas que precisavam de ajuda).

 

Ninguém está imune
Guilherme Horn, Digital Innovation Partner da Accenture, analisa como, pouco a pouco, as grandes empresas foram perdendo a conexão com o mundo externo por buscarem inovação apenas dentro das próprias organizações, realizarem melhorias incrementais em produtos já existentes e fecharem seus laboratórios de criação para reduzir custos — com o aumento da concorrência. Na Época Negócios (link acima), ele afirma que que isso abriu espaço para que a disrupção passasse a vir de fora, ou seja, das startups, que englobaram as mais diversas áreas. Ele destaca:

“Nenhum setor está imune a esse movimento. E aqueles que ainda não se deram conta de que são parte deste processo correm o risco de acordarem tarde demais”

 

Empoderando empreendedoras
“Será que o empreendedorismo não poderia acelerar o processo de empoderamento feminino?” É este o questionamento de Ricardo Mollo, CEO da Brain Business School, no Blog do Empreendedor, no Estadão. Ele afirma: “Iniciar um negócio diminuiria a dependência da figura masculina e traria independência em relação ao seu futuro”. Ele cita que, em 2016, cerca de metade dos negócios foram abertos por mulheres, mas poucas se tornam médias ou grandes empresas e alerta que para quebrar esse ciclo é preciso superar padrões culturais, o preconceito familiar, o conservadorismo e as travas do moralismo. Leia mais no link acima.

 

Jornada da Motivação Genuína
Vai até o dia 16 o prazo para se inscrever na Jornada da Motivação Genuína, um programa de desenvolvimento das habilidades socioemocionais que busca ajudar no processo de reflexão sobre propósito de vida. Ele é composto por seis encontros semanais em que serão abordados os seguintes temas: “o que minha história diz sobre mim”, “quais as crenças que me limitam”, “o que é inegociável para mim”, “que imagem eu transmito ao mundo”, “qual a minha obra” e “quais as habilidades que preciso desenvolver, as pessoas em quem posso confiar e os recursos disponíveis”. O investimento é de 1.391 reais. No próprio dia 16, às 19h30, haverá uma palestra introdutória gratuita com sorteio de bolsas para quem indicar amigos. Mais informações no link acima.

Veja também:

“Todo mundo quer dinheiro para viver bem, mas precisamos do significado, do sentido das coisas”

- 12 de julho de 2018
Luiz Eduardo Serafim, head de marketing da 3M, fala sobre a cultura de inovação da empresa, sobre maneiras de entrar na era digital e sobre a importância do autoconhecimento para ser feliz.